TOTAL DE ACESSOS

21ª Seara da Canção Gaúcha

21ª Seara da Canção Gaúcha
Clica na imagem e prestigia a transmissão ao vivo do festival.

sexta-feira, 30 de setembro de 2022

ISRAEL DA SOIS LANÇA LIVRO SOBRE O BUGIO

Os admiradores da música regional gaúcha, especialmente aqueles que apreciam o Bugio, unico gênero musical genuinamente rio-grandense, não podem deixar de comparecer a atividade de lançamento do livro intitulado
O Ritmo Musical do Bugio Nos Campos de Cima da Serra e no Rio Grande do Sul, na próxima quarta-feira, 05 de outubro, a partir das 18 horas, no Centro de Informações turísticas de São Francisco de Paula.
De autoria do músico, acordeonista e pesquisador Israel Da Sois Sgarbi, o livro resulta de um intenso trabalho de pesquisas que chegou ao cerne da cultural musical e mostra registros históricos, depoimentos e vivências no ambiente originário do Bugio.  Ao folhear cada uma das 200 páginas da publicação, o leitor terá a sensação de estar em volta de um fogo de chão, chimarreando e proseando com nomes consagrados da música e da cultura regional gaúcha. 
O livro está sendo comercializado ao custo de R$ 50,00 + R$ 10,00 para despesas de correio.
Interessados devem fazer contato com o próprio autor, através do zap nº (54)  984.450.257

O Autor:
Israel Da Sois Sgarbi é natural de Caxias do Sul,  mas foi criado na localidade de Capão da Ferradura, distrito de Eletra, interior de São Francisco de Paula.  Aos 18 anos de idade, vendeu um boizinho de 2 anos e com o dinheiro, comprou sua primeira gaita.  Desde então a música entrou definitivamente na sua vida. Participa de festivais, como compositor e como intrumentista. É professor de acordeon e foi presidente da Associação dos Acordeonistas de São Francico de Paula e dos Campos de Cima da Serra. 


quinta-feira, 29 de setembro de 2022

POEMAS DE TODOS NÓS

O jovem letrista e poeta Otávio Lisboa, apresenta seu primeiro livro de poesias, initulado Poemas de Todos Nós, composto por 60 poemas com nuances nativistas e regionais que abordam diversos assuntos. Dentre eles, os versos premiados em festivais
O livro tem apresentação do compositor Cristian Camargo, e registra algumas parcerias com outros poetas, como Marcio Nunes Corrêa, por exemplo. 
Natural de Pelotas, Otávio Lisboa tem participações e premiações em diversos festivais de música e de poesia.
Foi aclamado pelo Prêmio Ronda dos Festivais, como o Melhor Letrista de 2021, com três troféus conquistados na modalidade.  
A atividade de lançamento oficial do livro acontecerá no mês de dezembro, em Pelotas, mas exemplares da publicação já podem ser adquiridos, basta manifestar interesse através dos números:

(53) 984.740.621 - Otávio

(53) 981.461.030 - Filipe

2º CANTA ARROIO DO SAL - INSCRIÇÕES ATÉ 10 DE OUTUBRO

A secretaria de Turismo, Esporte, Juventude e da Cultura de Arroio do Sal, realizará o 2º Canta Arroio do Sal, festival de música autoral, de estilo 
popular, aberto a todos os gêneros musicais. 
A mostra competitiva acontecerá no dia 22 de outubro, durante a programação da Feira do Livro de Arroio do Sal, nas dependências da SAAS (Sociedade dos Amigos do Arroio do Sal).   O início está previsto para as 19 horas, com a apresentação das 20 (vinte) músicas concorrentes. Depois, antecedendo a divulgação do resutlado e a premiação, haverá um espetáculo com o Coro e Orquestra Municipal de Arroio do Sal, com regência de Parla Germann. 

As inscrições ao 2º Canta Arroio do Sal, deverão ser enviadas até o dia 10 de outubro de 2022,  exclusivamente através do e-mail: cantaarroiodosal@gmail.com

Na remessa, devem ser anexados os seguintes arquivos: 
a) O áudio da música inscrita, em MP3; 
b) A letra da composição, em arquivo Word, fonte Arial 14; 
c) A Ficha de Inscrição preenchida, em arquivo Word ou PDF; 
d) Todos os arquivos deverão ser nomeados com o mesmo título. 
e) Quando a inscrição for para a Fase Local, anexar comprovante de residência.

Somente serão validadas as inscrições que tenham todos os dados preenchidos na Ficha de Inscrição cujo modelo está disponibilizado junto a este regulamento.

As inscrições serão limitadas de no máximo 4 (quatro) composições a serem inscritas por CPF, sendo que poderá classificarse no máximo 02 (duas) composição por autor, individualmente ou em parceria. 

As composições inscritas deverão ter caráter inédito, podendo até mesmo ter participado de outros eventos deste gênero, desde que não tenham sido premiadas. 

Confere o regulamento e a ficha de inscrição, no link abaixo: 

Encerrado o período para inscrições, a Comissão Avaliadora do 2º Canta Arroio do Sal, formada por Leandro Maia, Pirisca Grecco, Renan Valim e Janaína Maia,  classificará 08 (oito) composições inscritas na Etapa Local, exclusiva para autores e intérpretes nascidos e/ou radicados no município de Arroio do Sal, com devida comprovação, e 12 (doze) composições inscritas na Etapa Geral, aberta a autores de todo o Brasil. 
Em caso de parceria, tanto os autores de letra, quanto os de melodia tem que ser nascidos e/ou radicados no município de Arroio do Sal, com devida comprovação.

Após apresentação da composição, no palco, cada autor classificado na Etapa Geral, sozinho ou em parceria, receberá a título de cachê pela classificação a importância de R$1000,00 por composição. 

Após apresentação da composição, no palco, cada autor classificado na Etapa Local, sozinho ou em parceria, receberá de cachê pela classificação a importância de R$500,00 por composição. 

Os artistas poderão participar de apenas 04 (quatro) apresentações seja como intérprete vocal ou instrumentista, ou seja, pode cantar 04 (quatro) músicas, ou cantar 03 (três) músicas e tocar em outra, ou cantar 02 (duas) e tocar em 02 (duas)... Quando cantar e tocar na mesma música conta como 01 (uma) apresentação, cada artista poderá subir no palco APENAS 04 (quatro) vezes.

Serão permitidos, todo e qualquer instrumento que o arranjador julgar necessário para melhor qualificação, desempenho e enriquecimento da obra classificada, sendo que o(s) autor(es) se responsabiliza(m) por sua introdução no palco.

Serão premiadas as obras escolhidas pela Comissão Avaliadora do 2º Canta Arroio do Sal, da seguinte forma: 
Primeiro Lugar: R$ 3000,00 + troféu “Pescador”. 
Segundo Lugar: R$ 2000,00 + troféu “Lavadeira”. 
Terceiro Lugar: R$ 1000,00 + troféu “Farol”. 
Melhor Tema Arroio do Sal: R$ 500,00 + troféu “Seu Joca”. 
Melhor Instrumentista: R$ 500,00 + troféu “Do Sal ao Sol”. 
Melhor Intérprete: R$ 500,00 + troféu “Marisqueiro”. 
Música Mais Popular: R$ 500,00 + troféu “Rota das Águas”. 

A Música Mais Popular será escolhida pelo público. 

A premiação de Melhor Tema Arroio do Sal é de ampla concorrência, contemplando todas as obras inscritas independente da categoria. 

Os cachês e premiações somente serão pagos após o festival, ao responsável indicado na Ficha de Inscrição.  

CRISTIANO QUEVEDO NO THEATRO SÃO PEDRO

Buenas gauchada.
Nesta quinta-feira, 29 de setembro, a partir das 21horas, o cantor Cristiano Quevedo, um dos mais talentosos intérpretes do nativismo gaúcho, apresentará o espetáculo Gaúcho Coração - Tradição e Sensibilidade, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre.
A exibição celebrará os 28 anos de trajetória artística de Quevedo, que pela primeira vez, mostrará um show individual no palco mágico do São Pedro.
Acompanhado por um elenco qualificadíssimo de músicos, formado por Gabriel Pellizzaro (acordeon), Guilherme Castilhos (violão), Nilton Jr (piano), Kiko Garcia (contrabaixo) e Renato Popó (bateria), Cristiano vai relembrar sucessos de sua carreira, tais como: Gaúcho Coração, Contraponto, Pé no Estribo, Bem na Porteira, Guri de Campo, entre tantas outras canções.

Baita show que merece ser assistido por todos.

Sucesso, Cristiano Quevedo. De Piratini para o mundo!

segunda-feira, 26 de setembro de 2022

VINICIUS BRUM NO SARAU DO SOLAR

Nesta quarta-feira, 28 de setembro, acontecerá o Sarau do Solar Especial Farroupilha, a partir das 19 horas, no Theatro São Pedro.                         

O artista convidado é o cantor Vinícius Brum, com o espetáculo “Por Que Os Ponchos São Negros”. 
O ingresso é solidário, mediante doação de dois quilos de alimentos não perecíveis.
Todas as canções do show são fruto da parceria de Vinícius Brum com o poeta Roberto Ferreira, e integram o CD homônimo, lançado em 2021. Vinícius será acompanhado pelos músicos Guilherme Castilhos (violão), Miguel Tejera (contrabaixo), Guilherme Goulart (acordeon) e Dhouglas Umabel (1º violino), Daniela Luz (2° violino), Diego D'avila (1° viola) e Mayumi Katagiri (2° viola).
Vinícius Brum apresenta uma viagem ao Sul com suas nuances invernais, solidões, planuras e as aflições humanas. 

O artista
Natural de Bento Gonçalves, Luis Vinícius Brum da Silva é compositor, violonista, intérprete e fundador do consagrado grupo musical Tambo do Bando. Considerado um dos mais talentosos compositores gaúchos, é responsável pela renovação da música regional gaúcha a partir do final dos anos 80. Um dos mais premiados compositores gaúchos, possui em sua galeria de troféus vitórias nos maiores e mais importantes festivais do Rio Grande do Sul.
Recebeu indicação ao Prêmio Açorianos de Música (1999), na categoria regional como melhor compositor. Foi Diretor Técnico da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (IGTF), e ocupou, em 2004, o cargo de vice-presidente da Comissão Estadual dos Festejos da Semana Farroupilha. Ocupou ainda os cargos de Coordenador de Nativismo e Secretário Adjunto da Cultura de Porto Alegre.

Serviço
  • Sarau do Solar Especial Farroupilha - Vinícius Brum
  • 28 de setembro
  • 19 horas
  • Theatro São Pedro
  • Ingresso: 2 kg de alimentos não perecíveis

Haverá transmissão ao vivo pelas palataformas digitais:
  • Ao vivo, pela TV Assembleia canal aberto 11.2
 

29ª TERTÚLIA: TRIAGEM NO FINAL, SHOWS CONFIRMADOS.

A triagem das músicas inscritas na 29ª Tertúlia Musical Nativista está em andamento. 
Até o dia 30 de setembro, a comissão avaliadora formada por Arthur de Faria, Carlinhos Lima, João de Almeida Neto, Juliana Spanevello, Mauro Moraes e Paulo Inda definirá as canções classificadas, cuja relação oficial deverá ser anunciada no dia 03 de outubro. 
Para a Fase Local, serão selecionadas 10 (dez) composições para serem apresentadas na noite de 04 de novembro. As 04 (quatro) composições premiadas na Tertúlia Local (1º lugar, 2º lugar, 3° lugar e a Mais Popular) participarão automaticamente da Fase Final, concorrendo em igualdade de condições com as músicas da Fase Geral.
Para a Fase Geral, serão selecionadas 12 (doze) composições, que serão apresentadas na noite de 05 de novembro, restando 08 delas classificadas para a Fase Final.
AJUDA DE CUSTO: 
As 12 (doze) composições selecionadas para a Fase Geral receberão, a título de premiação, o valor de R$ 3 mil. 
As 08 (oito) composições da Fase Geral, classificadas para a Fase Final, receberão uma ajuda de custo de R$ 1 mil. 
Já as 10 (dez) composições selecionadas para a Tertúlia Local receberão, a título de premiação, o valor de R$ 3 mil, que serão pagos através de transferência bancária. 
Os destaques da 29ª Tertúlia Nativista farão jus a seguinte premiação: 
Primeiro Lugar: Troféu Minuano + R$ 1.500,00
Segundo Lugar: Troféu Amaury Dalla Porta + R$ 1.000,00
Terceiro Lugar: Troféu Antônio Augusto Ferreira + R$ 800,00
Música Mais Popular: Troféu Vento Norte + R$ 1.500,00
Melhor Tema Sobre Santa Maria: Troféu Imembuy
Melhor Tema Campeiro: Troféu Estância do Minuano
Melhor Letra: Troféu Antônio Carlos Machado
Melhor Melodia: Troféu Maestro Setembrino
Melhor Intérprete: Troféu Cezar Lindemeyer
Melhor Instrumentista: Troféu Larry Charão
Melhor Arranjo: Troféu Coração Do Rio Grande
Prêmio Destaque Feminino: Troféu Deborah Rosa
Os destaques da Tertúlia Local receberão a seguinte premiação: 
Primeiro Lugar: Troféu Humberto Gabbi Zanatta
Segundo Lugar: Troféu Xiru Vasseur
Terceiro Lugar: Troféu Mário Eleú da Silva
Música Mais Popular: Troféu Cerejinha
Melhor Intérprete: Troféu Canário
Melhor Instrumentista: Troféu Cigarra 


A 29ª Tertulia acontgecerá de 4 a 6 de novembro, na Praça Saldanha Marinho, centro de Santa Maria.  
Além das músicas concorrentes, o público poderá prestigiar três espetáculos musicais de grande qualidade. 

Dia 04 de novembro: Tambo do Bando
TAMBO DO BANDO
Formado pelos compositores Beto Bollo (voz e violão), Carlos Cachoeira (voz e violão), Marcelo Lehmann (voz e piano), Texo Cabral (voz, harmônica e flauta) e Vinicius Brum (voz e violão), o grupo musical Tambo do Bando foi criado na primavera de 1986, em Porto Alegre. Com dois LPs gravados, ‘Ingênuos Malditos’ (1990) e ‘Tambo do Bando’ (1992), ficou diferenciado pela quantidade de premiações que recebeu, entre eles, o Festival Sul-Americano de Nativismo Musicanto (1988). Também conquistou mais de 50 troféus de Melhor Conjunto Vocal nos festivais em que participou.

Dia 05 de novembro: Jorge Guedes e Família
JORGE GUEDES E FAMÍLIA
Jorge Guedes nascido em São Luiz Gonzaga, é filho do Gaiteiro missioneiro “Chico Guedes” e vem de uma família com mais de 100 anos de música. Iniciou com os irmãos sua carreira musical. Já na década de 1980 participou do conjunto Os Caranchos e gravou com Noel Guarany e João Máximo.    Além de Jorge, o grupo é formado por Anahy Guedes, Karaí Guedes, San Pedro de la Cordeona, Andresito Guarany, Santiago Pacheco e Wagner Fagundes. Com mais de 400 mil seguidores nas redes sociais, o grupo convida a todos a acompanharem na internet o seu dia a dia musical e campeiro.

Dia 06 de novembro: Mauro Moraes
MAURO MORAES
Cantor e compositor premiado em todos os grandes festivais de música, possui 18 CD's e um DVD gravados com sua obra. Como produtor, trabalhou nos discos de José Cláudio Machado e Luiz Marenco, João de Almeida Neto e Nelson Cardoso, Cesar Passarinho, Joca Martins, Wilson Pain, Victor Hugo, Marcello Caminha. 
Da Prefeitura de Porto Alegre, recebeu oito troféus Açorianos de Música, entre eles, o de Melhor Compositor em Música Regional por quatro vezes (1999, 2004, 2005 e 2007) e ainda por duas vezes de Melhor Disco Regional. Recebeu ainda da gravadora USADISCOS dois discos de ouro primeiro com o CD “De Bota e Bombacha” com os intérpretes José Cláudio Machado e Luiz Marenco o segundo com o CD duplo “Com Todas As Letras” junto ao Quarteto Milongamento. Foi o vencedor da 31ª Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana, em 2021, com oito premiações na milonga “Feito o Carreto”.


Texto: Rodrigo Ricordi (Mtb: 17.101)
Fotos: Divulgação

FESTIVAIS: ULTIMOS DIAS PARA INSCRIÇÕES

Atenção letristas, melodistas, músicos e intérpretes.  
Até o final desta semana encerram-se os períodos para inscrições em diversos festivais nativistas.
Organizem suas obras e formalizem seu desejo de participar desse eventos.  
Se aligeirem!!! 

ÚLTIMOS DIAS PARA INSCRIÇÕES: 

4º Rincão da Canção Nativa 
Inscrições até 30/09/2022 
Festival: 07 de outubro
Local: Praça General Osório - Dom Pedrito





8ª Carreteada da Canção e da Poesia Nativa 
Inscrições até 30/09/2022 
Festival: 21 a 23 de outubro
Local: São Valentin/Santa Maria






2º Legado da Canção Gaúcha - Festival de Interpretação 
Inscrições até 30/09/2022 
Festival: 22 de outubro
Local: Santo Ângelo. 



8º Cantador de Campanha 
Inscrições até 30/09/2022
E-mail: 
Festival: 04 e 05 de novembro
Local: CTG Fronteira Aberta - Sant'Ana do Livramento




3ª Esquila e Vindima do Canto Gaúcho 
Inscrições até 30/09/2022  
Festival: 11 a 13 de novembro
Local: Ginásio Taborda - Encruzilhada Sul





25ª Estância da Canção Gaúcha 
Inscrições até 01/10/2022 
Festival: 15 e 16 de outubro
Local: Parque Assis Brasil - São Gabriel 









11º Canto de Luz 
Inscrições até 30/09/2022 
Festival: 17 a 19 de novembro
Local: Sociedade Ginástica Ijuí - Ijuí



domingo, 25 de setembro de 2022

OS DESTAQUES DO 1º TERRAL DA CANÇÃO GAÚCHA

Juliano Moreno e grupo recebendo o troféu de Primeiro Lugar do 1º Terral.

"Um festival que nasceu grande". Esta foi a frase mais ouvida nas entrevistas e nos comentários proferidos pelos participantes do 1º Terral da Canção Gaúcha, festival de músicas inéditas realizado nos dias 24 e 25 de setembro, na cidade de Balneário Camboriú/SC. 
A comissão avaliadora do festival, formada por Cristian Camargo, Jari Terres e Rogério Villagran teve a importante incumbência de analisar cada uma das 16 obras concorrentes e, no final, apontar os seguintes destaques:

PRIMEIRO LUGAR:  QUANDO VOLTO AO CERRO CHATO 
Rasguido Doble 
Letra: Juliano Moreno
Melodia: Juliano Moreno
Interpretação: Juliano Moreno

SEGUNDO LUGAR: QUEM SABE, SABE
Chamarra 
Letra:  Anomar Danúbio Vieira
Melodia: Marcelo Oliveira
Interpretação: Marcelo Oliveira e Ricardo Bergha

TERCEIRO LUGAR:  EL PROPRIO AMOR 
Chamamé 
Letra: Martin César Gonçalves
Melodia: Aluísio Rockembach
Interpretação:   Aluísio Rockembach

MELHOR INTÉRPRETE:  JULIANO MORENO
Música: Quando Volto ao Cerro Chato

MELHOR INSTRUMENTISTA:  PEDRO KALTBACH
Instrumento: Violino
Música:  Quado Volto ao Cerro Chato

MELHOR LETRA:   QUEM SABE, SABE
Autor: Anomar Danúbio Vieira

MELHOR MELODIA:  EL PROPRIO AMOR
Autor: Aluísio Rockembach

MAIS POPULAR:  DAS RAZÕES DE TE ENCONTRAR 
Chamarra 
Letra: Eduardo Correa
Melodia: Clarete Souto
Interpretação: Bruno e Braian Souto

6º CANTO GALPONEIRO - CANÇOES CONCORRENTES:

Neste domingo, 25/09, encerraram-se os trabalhos de triagem das 600 inscrições recebidas pelo 6° Canto Galponeiro e pelo 1° Piazito Galponeiro, festivais que acontecerão de 13 a 15 de outubro, na cidade de Passo Fundo.

A comissão avaliadora, formada por Analise Severo, Daniel Busch, Jaime Brum Carlos, Juliano Javoski e Márcio Correia selecionou as seguintes concorrentes:






FASE GERAL:



FASE LOCAL:



 1º PIAZITO GALPONEIRO:


sábado, 24 de setembro de 2022

FESTIVAIS NATIVISTAS EM DEBATE


Os Festivais Nativistas serão o tema principal da exposição e bate-papo promovido pela SEDAC - Secretaria de Estado da Cultura, através do IEM - Instituto Estadual de Música, previsto para a próxima terça-feira, 27 de setembro, na Casa de Cultura Mário Quintana.  

Personalidades da música, da produção e de histórias que marcaram os festivais estarão reunidas, a partir das 19h, no auditório Luis Cosme da Discoteca Pública Natho Henn, localizado no 4º andar da CCMQ, para debater sobre a importância, o modelo que ainda se estabelece e o futuro dos festivais de música do Estado. 

Participações confirmadas de Maria Luiza Benitez, Mauro Moraes, Diego Muller, João Bosco Ayala, Gilberto Carvalho, Cláudio Knierim, Élvio Walter e Jairo Reis.

Na ocasião, será inaugurada a exposição que seguirá aberta à visitação até 10 de outubro. 

#cultura          #maiscultura             #iem    #rondadosfestivais

sexta-feira, 23 de setembro de 2022

1º TERRAL DA CANÇÃO - ORDEM DE APRESENTAÇÃO DAS CONCORRENTES

O universo nativista do sul do Brasil reunirá alguns de seus protagionistas, no 1º Terral da Canção Gaúcha, festival de músicas inéditas que acontecerá nos dias 24 e 25 de setembro, na cidade catarinense de Balneário Camboriú, tendo por cenário a Praça das Bandeiras. 

O 1º Terral da Canção Gaúcha será transmitido ao vivo pelo Youtube do próprio festival.      Para assistir, basta clicar no link abaixo: 
 
A comissão avaliadora do 1º Terral, formada por Cristian Camargo, Jari Terres e Rogério Villagran terá a responsabilidade de apreciar cada uma das 16 composições concorrentes, relacionadas a seguir, já na ordem de apresentação:
1. Pago e Querência 
Vaneira 
Letra:  Leonardo Borges
Melodia: Quinto Oliveira
Interpetação: Gustavo Padilha
2. Em Cada Trança Uma História 
Chamarrita 
Letra: Hélvio Casalinho
Melodia: Índio Ribeiro
Interpretação:  Índio Ribeiro
3. A Trote Por Aí 
Milonga 
Letra: Carlos Souza
Melodia: Érlon Péricles
Interpretação: Pirisca Grecco
4. Moldura do Pampa 
Chamarrita 
Letra: Alex Silveira
Melodia: Alemão do M'bororé    
Interpretação: Alemão do M'bororé 
5. Meu Canto 
Milonga 
Letra: Edgar Soares
Melodia: Jucelino Machado
Interpretação: Jucelino Machado
6. El Proprio Amor 
Chamamé 
Letra: Martin César Gonçalves
Melodia: Aluísio Rockembach
Interpretação:   Aluísio Rockembach
7. Quando Volto ao Cerro Chato 
Rasguido Doble 
Letra: Juliano Moreno
Melodia: Juliano Moreno
Interpretação: Juliano Moreno
8. De Pelego Virado 
Vaneira 
Letra:  Aldo Pereira
Melodia: Adilson Oliveira
Interpretação: Eder Goulart 
9.  Pra Te Fazer Serenata 
Milonga 
Letra: Felipe Fernandes Corrêa 
Melodia: Felipe Fernandes Corrêa
Interpretação: Felipe Fernandes Corrêa
10. Tordilho Negro Não Morre de Velho 
Chamamé 
Letra: Matheus Marchezan Bauer
Melodia: Joca Martins
Interpretação:  Raineri Spohr
11. Das Razões de Te Encontrar 
Chamarra 
Letra: Eduardo Correa
Melodia: Clarete Souto
Interpretação: Bruno e Braian Souto
12. Redomona 
Vaneira 
Letra: Jailso Papafigo Saldanha
Melodia: Desidério Souza  
Interpretação: Desidério Souza
13. Quem Sabe, Sabe 
Chamarra 
Letra:  Anomar Danúbio Vieira
Melodia: Marcelo Oliveira
Interpretação: Marcelo Oliveira e Ricardo Bergha
14. Poema em Cristais 
Milonga 
Letra: Márcio Nunes Correia
Melodia: Ricardo Rosa
Interpretação: Roberto Borges 
15. O Índio do Berro Grosso 
Vaneira 
Letra:  Osmar Ransolin
Melodia: Arthur Mattos
Interpretação: Rodrigo Delfini
16. Com Licença, Tempo Novo 
Milonga 
Letra: Adriano Alves
Melodia: Gabriel Maculan/Ricardo Oliveira
Interpretação: Ricardo Oliveira e Daniel Silva