TOTAL DE ACESSOS

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

PROFISSIONAIS DA COMUNICAÇÃO NOS JURIS


Relacionando os 137 nomes indicados como jurados dos 40 festivais de música nativista previstos/realizados em 2019, e agrupando-os de acordo com suas mais notórias características intelectuais e artísticas, descortinamos os seguintes números:
LETRISTAS:   32 homens            
MELODISTAS:   31 homens  e 
01 mulher              
LETRA E MELODIA: 13 homens            
INTÉRPRETES: 20 homens e 09 mulheres                          
INSTRUMENTISTAS: 27 homens e 02 mulheres                    
PROFISSIONAIS DE IMPRENSA: 02 homens     

Já referimos, em postagem anterior, que este resultado mostra a reduzida participação feminina nas comissões avaliadoras, muito abaixo do patamar que as Mulheres Nativistas já alcançaram com seu talento e sua capacidade. É óbvio que elas fazem por merecer muito mais reconhecimentos.  
Também chamou-nos a atenção o fato de constarem apenas dois profissionais ligados ao ambiente da comunicação, no rol das 137 personalidades convidadas para atuarem como avaliadores. 
Esta frustrante constatação nos motiva a analisar a questão com mais profundidade, bem como produz algumas interrogações:   
- Por que estes jornalistas, radialistas e comunicadores, raramente são lembrados no momento em que as comissões avaliadoras estão sendo constituídas?
- Não são eles que divulgam os festivais nos espaços que ocupam?  
- Não são eles que emitem comentários em jornais, rádio, blogs e redes sociais?
- Não são os profissionais da comunicação que fazem rodar os CDs e os DVDs dos festivais?
- Não é nos programas de rádio e TV, liderados por estes comunicadores, que os produtores de festivais comparecem para falar de seus eventos?
- Não são esses radialistas que transmitem os festivais, as vezes sem condições técnicas e de localização ideais.
Ao produzirem seus programas de rádio, escreverem os textos que serão publicados em jornais, blogs e revistas, os profissionais de imprensa normalmente mergulham no assunto em pauta, escutando, vendo e lendo tudo, rotina que os nutre de conhecimento suficiente para credenciá-los a produzirem opiniões qualificadas e conceitos ajustados.  

Não temos absolutamente nada contra as presenças de poetas, letristas, melodistas, instrumentistas e intérpretes nos elencos de jurados, muito pelo contrário.  Entendemos que, personalidades dotadas destes pendores, tem que estar, obrigatoriamente, entre os componentes de toda e qualquer comissão avaliadora. 
Mas parece-nos incompreensível, e até injusto, o evidente ostracismo imposto aos profissionais da comunicação, como se nesse universo não existissem nomes de estirpe para o exercício da honorífica responsabilidade.  
Fazendo um breve exercício de memória, é possível perceber que nas décadas de 1970, 1980 e 1990, eram muito frequentes as participações de radialistas e jornalistas em comissões julgadoras dos festivais.   Para ilustrar essa pesquisa, podemos nominar alguns exemplos, tais como: Osmar Meletti, Danilo Ucha, Glênio Reis, Paulo Denis, Juarez Fonseca, Airton Ortiz, Paixão Côrtes, Omair Trindade, Cláudio Brito, entre outros.  
Representantes de outras áreas de atuação, como produtores de eventos, escritores e cineastas, também eram lembrados.  Dentre eles, podemos enaltecer: Hugo Ramirez, Ayrton Patineti dos Anjos, Henrique Freitas Lima, Tabajara Ruas, Rose Marie Garcia, Elma Sant'ana, J. C. “Pelão” Botezelli, José Roberto Diniz de Moraes, Mario Simon, Pingo Castilhos e outros mais.
Já faz algum tempo, pelo menos uns 10 anos, tem sido comum ouvirmos das pessoas em geral, um balaio de críticas negativas sobre a qualidade poético-musical verificada nos festivais dos últimos tempos, muito inferior, segundo as mesmas opiniões, ao nível das canções que eram apresentadas nesses certames até o início dos anos 2000.  Alegam ainda, os referidos críticos, que a “mesmice” e a falta de criatividade tem sido evidentes, a ponto de impossibilitar o advento de músicas que vislumbrem relativo sucesso, menos ainda dos ditos “clássicos”.
Será apenas coincidência, ou a falta de avaliadores com as qualificações acima pode ter contribuído para essa suposta “diminuição da qualidade musical”?

Por favor, não entendam essa derradeira pergunta como uma forma de "puxar brasa pro nosso assado", não se trata disso, absolutamente.  Mesmo porquê, além de nós, existem vários profissionais de imprensa com conhecimento, idoneidade e capacidade técnica suficientes para exerceram as funções de jurado.  Estão aí, espumando a peiteira, escramuçando no partidor da cancha reta das comissões julgadoras, gente do gabarito de: Ibaldo Pedra, Gabriel Moraes, Marcelo Machado, Moura Matos, Arli Correia, Claudinir Müller, Hildebrando Souza, Ivan coelho, João Valter Soller, Carlos Reinaldo, Raul Bitencourt, Cauê Nascimento, Cleiton Santos, Valdemar Engroff, Sérgio Barbosa, Walter Vellozo, José Alberto Andrade, Fabiane Oliveira, Marcelo Drago, Zelita Silva, Tânia Goulart, Rafael Nemitz, entre tantos outros de idênticas credenciais cujos nomes não caberiam nesta postagem. Que nos perdoem pelo esquecimento.

É claro que este é um tema deveras complexo, que merece um debate abrangente e desapressado, que exige de seus interlocutores, doses generosas de zelo, para que a ética e o respeito não saiam maculados.  
Diante disso, vamos encerrando a nossa prosa.  Antes, porém, renovamos uma importante reivindicação: 
“Convidem profissionais da comunicação para os juris dos festivais!”

Abraços e sucesso. 

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

16º CANTO DA LAGOA - COQUETEL DE LANÇAMENTO

A Associação Cultural Encantado e a Administração Municipal de Encantado, convidam para o coquetel de lançamento do 16º  Canto da Lagoa, que acontecerá no dia 1º de novembro, às 19 horas na escadaria ao lado do Centro Administrativo
Na oportunidade serão apresentadas as principais informações sobre o festival. 
Em caso de chuva será transferido para o hall do Centro Administrativo. 
O 16º Canto da Lagoa acontecerá nos dias 26, 27 e 28 de março de 2020. 

11º EXPOCANTO - RESULTADO

Negrinho Martins e André Teixeira recebendo os troféus
Um pouco antes da meia-noite deste domingo, foi conhecido o resultado do 11º ExpoCanto, festival da cidade de Arroio Grande.
Confere:

Primeiro Lugar:  Restos de Tarde
Letra: Edilberto Teixeira
Melodia: André Teixeira
Interpretação: André Teixeira
Segundo Lugar: Tô de Volta
Letra: Tadeu Martins
Melodia: Érlon Péricles
Interpretação: Érlon Péricles
Terceiro Lugar: Alma de Rio
Letra: Gilberto Lamaison
Melodia: Gabriel Selvage
Interpretação: Flávio Hanssen

Melhor Intérprete:  Flávio Hanssen - Alma de Rio
Melhor Instrumentista:  Hígor Extremera - Violão - A Lua e o Sol Por Testemunhas
Melhor Poesia:  Restos de Tarde - Edilberto Teixeira
Melhor Melodia:  Restos de Tarde - André Teixeira
Melhor Arranjo:  Restos de Tarde
Melhor Tema Campeiro: Juca Mulita
Letra: Luís Fernando Bender
Melodia: Luís Fernando Bender
Interpretação: Alex Har
Mais Popular: A Polca do Farrapo Anônimo
Letra: Sidney Bretanha
Melodia: Miguel Vidal
Interpretação: 

Fontes:  Rádio Difusora/Ângelo Franco/Alex Har.

domingo, 27 de outubro de 2019

4ª CASEREADA DA CANÇÃO - RESULTADO

Grupo que defendeu a música vencedora recebe a premiação
Por volta da meia-noite deste domingo, 27/10, a comissão organizadora da 4ª Casereada da Canção Nativa, da cidade de Caçapava do sul, revelou os destaques do festivas.  
Confiram:
Primeiro Lugar: Por Causa D'um Pé de Estrivo
Letra: Adriano Alves
Melodia: Edilberto Bérgamo
Interpretação:  Edilberto Bérgamo
Segundo Lugar: As Estrelas dos Olhos Dela
Letra: Giba Trindade
Melodia: Robson Garcia
Interpretação:  Daniel Cavalheiro

Terceiro Lugar: Meu Canto de Campo 
Letra: Roberto Huerta
Melodia: Roberto Huerta
Interpretação: Cléber Brito

Melhor Intérprete: Maria Helena Anversa - Ausência e Presença 
Melhor Instrumentista: Edilberto Bérgamo - Gaita - Por Causa D'um Pé de Estrivo
Melhor Melodia: As Estrelas dos Olhos Dela  - Robson Garcia
Melhor Arranjo: As Estrelas dos Olhos Dela (Giba Trindade/Robson Garcia)
Música Mais Popular: Na Saudade que o Tempo Resguarda
Letra: Thiago Freitas
Melodia: Derli Trindade

Interpretação:  Derli Trindade e Ivanói Brito 
Melhor Tema Campeiro: Por Causa D'um Pé de Estrivo
Letra: Adriano Alves
Melodia: Edilberto Bérgamo

Interpretação:  Edilberto Bérgamo

12º CANTE UMA CANÇÃO EM VACARIA - CLASSIFICADAS

Comissão de Triagem do Festival de Vacaria

Nos dias 26 e 27 de outubro, na Fazenda do Socorro, aconteceu a triagem do 12º Cante uma Canção em Vacaria. Dentre 518 composições inscritas, foram selecionadas 14 músicas, que subirão a palco nos dias 01 e 02 de fevereiro de 2020, durante o 33º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria.
Segundo a comissão organizadora, composta por Leandro Godinho, Ramiro Amorim e Rafael Ferreira, o resultado final superou as expectativas pelo alto nível das composições.
Os jurados Luiz Marenco, Rogério Villagran, Carlos Madruga, Leonel Gomez e Mauro Moraes, selecionaram as seguintes composições:

1. ANDEJO (Vaneira)
Letra: Mateus Neves da Fontoura
Melodia: Marcelinho Nunes
2.CAMINHADOR (Milonga)
Letra: Érlon Péricles
 Melodia: Érlon Péricles 
3. CAMPEADOR (Chamarra)
Letra: Helvio Casalinho
Melodia: Adriano Gomes 
4. CHIMARRITA (Chimarrita)
Letra: Filipe Calvete Corso/Paulo Osório Lemes
Melodia: Kiko Goulart 
5. EU, CORDEONA (Milongão)
Letra: Giovani “Dôdo” Gonzales
Melodia: Marcelinho Nunes 
6. GADO DE POBRE (Chamamé)
Letra: Leonardo Borges
Melodia: Pedro Terra 
7. MINHA ESTIRPE CRIOULA (Milonga)
Letra: Adriano Alves
Melodia: Jari Terres 
8. MULA VEIACA (Chamarão)
Letra: Evair Gomez
Melodia: Juliano Gomes 
9. NA TRANÇA DA PRIMAVERA (Chamarrita)
Letra: Antônio Sá
Melodia: Pedro Terra 
10. O PRIMEIRO ROMANCE (Chamarra)
Letra: Sergio Carvalho Pereira
Melodia: Cristian Camargo 
11. QUE EU VOLTO FIM DE SEMANA (Milonga)
Letra: Gujo Teixeira S
Melodia: Vitor Amorim/ Kiko Goulart 
12. RITINHA, OLHOS D’ÁGUA (Chamarrita)
Letra: Leonardo Charrua/Luis Rosado
Melodia: Leonardo Charrua 
13. SOMBRAS QUE VIVEM (Chimarrita)
Letra: Jayme Caetano Braun (In Memorian)
Melodia: Juliano Gomes / Ricardo Comassetto 
14- TEMPO BENDITO (Chamamé)
Letra: Dorival Godoi
Melodia: Tomás Cechinato/Tobias Cechinato 

4ª CASEREADA - MÚSICAS FINALISTAS

Lú Schiavo, Igor Tadielo e grupo, estarão na grande final da 4ª Casereada
 A 4ª Casereada da Canção Nativas está sendo realizada desde ontem, na cidade de Caçapava.  A grande acontecerá neste domingo, a partir das 19 horas.
Retornarão ao palco do festival as seguintes canções finalistas.
1. LEGADO DE CAMPO E TERRA - Fase Local
Letra: César Tiaraju Souza
Melodia: Pedro Raimundo da Silva
2. DOS GUERREIROS DE ONTEM - Fase Estadual
Letra: Jairo Martins
Melodia: Emerson Martins
Interpretação:  Igor Tadielo e Lú Schiavo
3. A MEIA ESPALDA - Fase Estadual
Letra: Mário Amaral
Melodia: Tuny Brum
4. POR CAUSA D'UM PÉ DE ESTRIVO - Fase Estadual
Letra: Adriano Alves
Melodia: Edilberto Bérgamo
Interpretação: Edilberto Bérgamo
5. SE DEIXARES PRA AMANHà- Fase Local
Letra: Rogério Silva
Melodia: Rogério Silva/Jackson Carvalho
6. AS ESTRELAS DOS OLHOS DELA - Fase Estadual
Letra: Giba Trindade
Melodia: Robson Garcia
Interpretação:  Daniel Cavalheiro
7. MEU CANTO DE CAMPO (Milonga) - Fase Local
Letra: Roberto Huerta
Melodia: Roberto Huerta
Interpretação: Cléber Brito
8.  XUCRO DE ENCILHA - Fase Estadual
Letra: João Ribeiro
Melodia: Desidério Souza
Interpretação: Desidério Souza
9. LEGADO DE ALÉM FRONTEIRAS  - Fase Local
Letra: Carlos Magno Vivian
Melodia: Carlos Magno Vivian
Interpretação: Leônidas Gomes
10. NA SAUDADE QUE O TEMPO RESGUARDA - Fase Local
Letra: Thiago Freitas
Melodia: Derli Trindade
Interpretação:  Derli Trindade e Ivanói Brito
11. AUSÊNCIA E PRESENÇA  - Fase Estadual
Letra: Adão Quevedo
Melodia: Aline Ribas
Interpretação: Maria Helena Anversa
12. O QUE DERRUBA UM HOMEM - Fase Local
Letra: Roberto Huerta
Melodia: Cléber Brito
Interpretação:  Cléber Brito
13. CHAMAMECERO  - Fase Estadual
Letra: Leonardo Charrua
Melodia: Leonardo Charrua
Interpretação: Leonardo Charrua
14. CHIQUINHO DOMADOR - Fase Local
Letra: Luiz Hugo Burin/Ênio Santos Filho
Melodia: Luiz Hugo Burin
Interpretação: 

AS FINALISTAS DO 11º EXPOCANTO

Neste sábado, foram definidas as 14 música finalistas do 11º ExpoCanto de Arroio Grande.
A grande final acontece neste domingo, a partir das 20 horas.
A Rádio Difusora 106.3 FM estará transmitindo. Para ouvir é só acessar 

As 14 canções finalistas são as seguintes: 
1. Alma Castelhana
Letra: Érlon Pericles
Melodia: Érlon Péricles
Interpretação: Érlon Péricles
2. Tudo Que o Campo Me Deu
Letra: Helvio Casalinho
Melodia: Fabiano Bacchieri
Interpretação: Fabiano Bacchieri
3. Segredo a Outra Lua
Letra: Bruno Figueiredo
Melodia: Alexander Ferreira/Thiago Souza
Interpretação: 
4. Alma de Rio
Letra: Gilberto Lamaison
Melodia: Gabriel Selvage
Interpretação: 
5. Destino de Sanga Clara
Letra: Matheus Costa
Melodia: Guilherme Castilhos
Interpretação: 
6. A Lua e o Sol Por Testemunhas
Letra: Afonso Garcia
Melodia: Sandro Campello
Interpretação: 
7. Restos de Tarde
Letra: Edilberto Teixeira
Melodia: André Teixeira
Interpretação: André Teixeira
8. Juca Mulita
Letra: Luís Fernando Bender
Melodia: Luís Fernando Bender
Interpretação: Alex Har
9. Polca do Farrapo Anônimo
Letra: Sidney Bretanha
Melodia: Miguel Vidal
Interpretação: 
10. Trança Comprida
Letra: Leonardo Quadros
Melodia: Guilherme Castilhos
Interpretação:
11. Desde Então Pelos Caminhos
Letra: Adriano Alves
Melodia: Jari Terres
Interpretação:  Jari Terres
12. O Rumo do Casco
Letra: Otávio Lisboa
Melodia: Sandro Campello
Interpretação: 
13. Pelos Buçais
Letra: Otávio Lisboa/Filipe Corso
Melodia: Frederico Cardoso
Interpretação: Fabiano Bacchieri
14. Eu Tô de Volta
Letra: Tadeu Martins
Melodia: Érlon Péricles
Interpretação: Érlon Péricles

Fonte: Térson Praxedes - Diretor de Palco

sábado, 26 de outubro de 2019

OS DESTAQUES DO 17º BIVAQUE DA POESIA


Romeu Weber: Melhor Declamador do 17º Bivaque da Poesia
Já passava da meia-noite deste sábado, 26 de outubro, quando foram revelados os destaques do 17º Bivaque da Poesia Gaúcha, festival realizado no CTG M’Bororé, em Campo Bom.
Confere o resultado:

POESIA:
Primeiro Lugar: O Porquê Dos Meus Silêncios
Autor: Mateus Neves da Fontoura
Declamadora: Liliana Cardoso
Amadrinhador: Fernando Graciola
Segundo Lugar:  Romance da Quero-Mana
Autor: Maximiliano Moraes
Declamador: Neiton Peruffo
Amadrinhador: Willian Andrade
Terceiro Lugar: Recomeço
Autor: Loresoni Barbosa
Declamador: Romeu Weber
Amadrinhador: Alberto Gonzáles

DECLAMADOR:
Primeiro Lugar: Romeu Weber
Poema: Recomeço
Amadrinhador: Alberto Gonzales
Segundo Lugar:  Fábio Malcorra
Poema: Um Olhar Antigo (Jurema Chaves/Negro Jaru)
Amadrinhador: Jorge Araújo
Terceiro Lugar:  Liliana Cardoso
Poema: O Porquê dos Meus Silêncios 
Amadrinhador: Fernando Graciola

AMADRINHADOR:
Primeiro Lugar:  Willian Andrade
Poema: Romance da Quero-Mana (Maximiliano Moraes)  
Declamador: Neiton Peruffo
Segundo Lugar:  Jorge Araújo
Poema: Um Olhar Antigo  (Jurema Chaves/Negro Jaru)
Declamador: Fábio Malcorra
Terceiro Lugar: Valdir Verona
Poema: Do Barro Moldei Meu Verso (Marcelo Dávila)
Declamadora:  Paula Stringhi

Fonte: TV do Gaúcho

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

TEM 4ª CASEREADA DA CANÇÃO EM CAÇAPAVA

O terceiro festival a ser realizado neste final de semana é a 4ª Casereada da Canção Nativa, tendo por cenário o CTG Família Nativista, em Caçapava do Sul.  No sábado, 26, serão apresentadas 18 músicas, sendo 09 da Etapa Local e 09 da Etapa Geral.   A comissão avaliadora, formada por  Adair de Freitas, Gilberto Caramão, Jaime Brum Carlos, Jairo Lambari Fernandes e Juliano Javoski, destacará 07 concorrentes de cada Etapa para  retornarem ao palco no domingo, 27, quando acontecerá a grande final da 4ª Casereada.

As 18 concorrentes da 4ª Casereada, já na ordem de apresentação, são as seguintes:

1. DÉCIMA ESPINELA ÁS MINHAS ORIGENS  - Fase Estadual
Letra: Joel de Freitas Paulo
Melodia: Jorge da Costa Prado
2. CHIQUINHO DOMADOR - Fase Local
Letra: Luiz Hugo Burin/Ênio Santos Filho
Melodia: Luiz Hugo Burin
3. CHAMAMECERO  - Fase Estadual
Letra: Leonardo Charrua
Melodia: Leonardo Charrua
4. O QUE DERRUBA UM HOMEM - Fase Local
Letra: Roberto Huerta
Melodia: Cleber Brito
5. AUSÊNCIA E PRESENÇA  - Fase Estadual
Letra: Adão Quevedo
Melodia: Aline Ribas
6. NA SAUDADE QUE O TEMPO RESGUARDA - Fase Local
Letra: Thiago Freitas
Melodia: Derli Trindade
7. LEMBRANÇA - Fase Estadual
Letra: Luiz Antônio Weber
Melodia: Guerda Kuhn
8. LEGADO ALÉM FRONTEIRAS  - Fase Local
Letra: Carlos Magno Vivian
Melodia: Carlos Magno Vivian
9. XUCRO DE ENCILHA - Fase Estadual
Letra: João Ribeiro
Melodia: Desidério Souza
10. MEU CANTO DE CAMPO  - Fase Local
Letra: Roberto Huerta
Melodia: Roberto Huerta
11. AS ESTRELAS DOS OLHOS DELA - Fase Estadual
Letra: Giba Trindade
Melodia: Robson Garcia
12. SE DEIXARES PRA AMANHÃ - Fase Local
Letra: Rogério Silva
Melodia: Rogério Silva/Jackson Carvalho
13. POR CAUSA D'UM PÉ DE ESTRIVO - Fase Estadual
Letra: Adriano Alves
Melodia: Edilberto Bérgamo
14. MANGUEIRA DE PEDRA - Fase Local
Letra: Bagual da Boa Vista
Melodia: Bagual da Boa Vista
15. A MEIA ESPALDA - Fase Estadual
Letra: Mário Amaral
Melodia: Tuny Brum
16. PACHOLEANDO NA INTERNET - Fase Local
Letra: Felipe Lima
Melodia: Felipe Lima
17. DOS GUERREIROS DE ONTEM - Fase Estadual
Letra: Jairo Martins
Melodia: Emerson Martins
18. LEGADO DE CAMPO E TERRA - Fase Local
Letra: César Tiaraju Souza
Melodia: Pedro Raimundo da Silva

17º BIVAQUE MOVIMENTA O UNIVERSO DA POESIA

Um dos mais importantes festivais de poemas do RS, realiza a sua 17ª edição neste sábado, 26 de outubro, na cidade de Campo Bom.  É o Bivaque da Poesia Gaúcha, cujo palco está montado no CTG M'Bororé, onde receberá a todos a partir das 20 horas. 
Além de aplaudir os 10 poemas concorrentes, a plateia terá a oportunidade de prestigiar o espetáculo do cantor Índio Ribeiro, ex-integrante do Quarteto Coração de Potro. 
A comissão Avaliadora do 17º Bivaque estará formada por  Clênio Bibiano da Rosa, Dorval Delgado Dias e Jadir Oliveira, nomes plenamente capacitados para o exercício da importante função.

Subirão ao palco do 17º Bivaque da Poesia Gaúcha, os seguintes poemas: 
1. A Dona da Doma
Autor: Silvio Genro
Declamador: Vitor Lopes
Amadrinhador: Everson Maré
2. De Barro Moldei Meu Verso
Autor: Marcelo Dávila
Declamadora: Paula Stringhi
Amadrinhador: Valdir Verona
3. O Espírito Incessante Que Há na Alma dos Poetas
Autor: Matheus Costa
Declamador: João Batista Oliveira
Amadrinhador: Matheus Costa
4. O Porquê Dos Meus Silêncios
Autor: Matheus Neves da Fontoura
Declamadora: Liliana Cardoso
Amadrinhador: Fernando Graciola
5. Pra Sepultar Uma Alma
Autor: Alcindo Neckel
Declamador: Alcindo Neckel
Amadrinhador: Natalício Cavalheiro
6. Recomeço
Autor: Loresoni Barbosa
Declamador: Romeu Weber
Amadrinhador: Alberto Gonzáles
7. Romance da Quero-Mana
Autor: Maximiliano Moraes
Declamador: Neiton Peruffo
Amadrinhador: Willian Andrade
8. Todo um Conjunto de Mortes
Autor: Guilherme Collares
Declamador: Érico Padilha
Amadrinhador: Guilherme Collares
9. Uma Corrente Que Chora
Autores: Bianca Bergmam/Carlos Omar Villela Gomes
Declamador: Sirmar Antunes
Amadrinhador: Geraldo Trindade
10. Um Olhar Antigo
Autores: Jurema Chaves/Negro Jarú
Declamador: Fábio Malcorra
Amadrinhador: Jorge Araújo

11º EXPOCANTO INICIA HOJE EM ARROIO GRANDE

O cenário nativista do Rio Grande do Sul movimenta-se intensamente no derradeiro final de semana do mês de outubro, com a realização simultânea de três festivais, um de poesia e dois de música. 
O primeiro deles é o 11º ExpoCanto, que inicia hoje, 25, e vai até domingo, 27,  no  Parque de Exposições Guilhermino Dutra, em Arroio Grande/RS, em paralelo á programação da 81ª Expofeira daquele município.  
A comissão avaliadora, constituída por  Ângelo Franco, Cristian Camargo e Luciano Maia, estará atenta as apresentações das 22 canções concorrentes, sendo 10 da Etapa Local e 12 da Etapa Geral, e com sabedoria eleger os destaques do festival na noite de domingo. 
Estarão concorrendo no palco do 11º ExpoCanto as seguintes músicas: 

ETAPA GERAL
1. Alma Castelhana
Letra: Érlon Pericles
Melodia: Érlon Péricles
2. Alma de Rio
Letra: Gilberto Lamaison
Melodia: Gabriel Selvage
3. Desde Então Pelos Caminhos
Letra: Adriano Alves
Melodia: Jari Terres
4. Destino de Sanga Clara
Letra: Matheus Costa
Melodia: Guilherme Castilhos
5. Eu Tô de Volta
Letra: Tadeu Martins
Melodia: Érlon Péricles
6. Juca Mulita
Letra: 
Luís Fernando Bender
Melodia: Luís Fernando Bender
7. Pelos Buçais
Letra: Otávio Lisboa/Filipe Corso
Melodia: Frederico Cardoso
8. Restos de Tarde
Letra: Edilberto Teixeira
Melodia: André Teixeira
9. Romance Firmado
Letra: Maurício Oliveira/Deivid Damasceno
Melodia: Raineri Spohr
10. Trança Comprida
Letra: Leonardo Quadros
Melodia: Guilherme Castilhos
11. Tudo Que o Campo Me Deu
Letra: Helvio Casalinho
Melodia: Fabiano Bacchieri
12. Xucra
Letra: Jari Terres 
Melodia: Jari Terres

ETAPA LOCAL
1. A Lua e o Sol Por Testemunhas
Letra: Afonso Garcia
Melodia: Sandro Campello
2. Chote da Saudade
Letra: Édio Ferreira
Melodia: Adriano Ferreira
3. De Um Tempo Que Já Se Foi
Letra: Lucas Ferreira
Melodia: Jordane de Souza
4. Dona Chica Benzedeira
Letra: Idagmar Bittencurt
Melodia: Saninho Silva/Emerson Plotino
5. Milonga
Letra: Édio Ferreira
Melodia: Adriano Ferreira
6. No Cair da Venda
Letra: Lucas Sabbado
Melodia: Gregory Santos
7. O Rumo do Casco
Letra: Otávio Lisboa
Melodia: Sandro Campello
8. O Segredo dos Teus Olhos
Letra: Matheus Ávila
Melodia: Maicon Paiva
9. Polca do Farrapo Anônimo
Letra: Sidney Bretanha
Melodia: Miguel Vidal
10. Segredo a Outra Lua
Letra: Bruno Figueiredo
Melodia: Alexander Ferreira/Thiago Souza

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

1º CANTO ESTANCIEIRO - INSCRIÇÕES ABERTAS

Saudamos com alegria o surgimento de mais um festival de música nativista.  É o 1º Canto Estancieiro, promovido pelo CTG Pompílio Silva, da cidade de Santo Augusto, em paralelo ao Rodeio Crioulo do município.  A Coordenação é do competente João Perusatto.
O 1º Canto Estancieiro acontecer´noa dias 13 e 14 de fevereiro de 2020. O prazo para inscrições vai até 20 de dezembro de 2019. 
A seguir reproduzimos alguns dos principais artigos do Regulamento do Festival:

ASPECTOS DO REGULAMENTO:
Art. 1º-  O  FESTIVAL NATIVISTA  CANTO ESTANCIEIRO  é uma promoção do Centro de Tradições Gaúchas Pompílio Silva, paralelo ao 38º Rodeio Crioulo de Santo Augusto, e será realizado nos dias 13  e  14  de fevereiro de 2020.
Art. 2°-  A LINHA MUSICAL admitida no Festival é aquela cuja poesia, sonoridade e ritmos tenha ligação com  a cultura nativista e tradicional  do Estado  do  Rio Grande  do  Sul,  em  seus  diversos  ritmos,  cantando  a  vida,  as  lidas  do  povo gaúcho,  nas  temáticas  do  amor,  do  civismo,  da  moral,  da  religiosidade,  da história,  das  atividades  agropastoris,  das  etnias,  da  preservação  ambiental  e atinentes ao convívio social; 

I  -  INSCRIÇÕES:   AS INSCRIÇÕES PARA O FESTIVAL ESTÃO ABERTAS ENTRE OS DIAS 24 DE OUTUBRO DE 2019 E 20 DE DEZEMBRO DE 2019;
Art. 4º -  Na  triagem,  serão  classificadas 15  (quinze)  músicas  e  4  (quatro) suplentes, sendo:
I    9  (nove)  composições  da Fase Regional, onde  deverão ter  pelo menos um dos  autores  nascido  e/ou  residente  (há  pelo  menos  um  ano)  em  município pertencente a Região Celeiro do  Estado do Rio Grande do Sul: (Barra do , Guarita, Bom Progresso,
Braga,  Campo  Novo,  Chiapetta,  Coronel  Bicaco,  Crissiumal, Derrubadas, Esperança do Sul, Humaitá, Inhacorá, Miraguaí, Redentora, Santo Augusto,  São  Martinho,  São  Valério  do  Sul,  Sede  Nova,  Tenente  Portela, Tiradentes do Sul, Três Passos e Vista Gaúcha;
II    6  (seis) composições  da Fase Estadual  podendo participarem concorrentes do Brasil e demais países sul-americanos;
Art. 5º - As composições deverão ser inéditas, sem registro gráfico, fonográfico ou
audiovisual e não divulgadas em meios de comunicação de massa, podendo ter
participado em eventos do gênero sem ter participado da fase final e/ou gravada em CD/DVD do evento;
Art.  6º -  Cada  compositor,  em  seu  nome  ou  parceria,  poderá  inscrever  até  no
máximo 5 composições, porém poderá classificar apenas 2 composições;
Art. 7º  - Cada composição inscrita deverá ter boa qualidade de gravação;
Art. 8º -  A inscrição  ocorre pela internet, via e-mail, exclusivamente pelo endereço
I – O e-mail deverá conter:

- A música em arquivo de formato MP3;
- Letra da música em arquivo Word;
- Ficha de inscrição devidamente preenchida;
-  Comprovante de nascimento e/ou residência em município da Região Celeiro (caso opte pela fase regional);
Art.  9º -  A composição que tenha autor da Região Celeiro, conforme artigo   4º, Inciso I, deve optar pela alternativa REGIÃO CELEIRO na ficha de inscrição;
Art.  10º -  O  mesmo  grupo  ou  intérprete,  solista  ou  instrumentista  não  poderá
defender mais que 2 (duas) composições;
Art.  11º -  O Festival terá uma eliminatória e uma final. As apresentações ocorrerão na Estância de Rodeios Nerci Liberato da Conceição, ERS 155, KM77 na cidade de Santo Augusto/RS. A etapa eliminatória será no dia 13 de fevereiro de 2020, as  21  horas,  quando  serão  submetidas  ao  julgamento  15  composições selecionadas;
I –  Dentre as 15 composições, 10 serão classificadas para a finalíssima que será realizada na noite do dia 14 de fevereiro de 2020 as 21: 00 horas;
IV - Cada composição deverá ser defendida por no mínimo 3 (três) e no máximo 7 (sete) pessoas;
VI - Os concorrentes deverão OBRIGATORIAMENTE vestir indumentária típica do Rio Grande do Sul;
Art. 12º -  Não será permitido, em nenhuma das fases do Festival, que intérprete ou  músico  realize  a  leitura  ou  consulta  à  letra  da  composição  durante  sua apresentação no palco;
Parágrafo Único: Caso o intérprete ou músico incorra na descrição prevista no Caput deste artigo:
I  -  A  composição  será  excluída  da  concorrência  aos  prêmios  de  1º,  2º  e  3º lugares;
II  - O  intérprete ou músico será excluído da possibilidade de quaisquer prêmios
individuais;
Art. 14º - Todas as 9  (nove)  composições classificadas na Fase Regional (Região Celeiro)  receberão, logo após a primeira apresentação, uma ajuda de custo no valor de R$250,00 (duzentos e cinquenta reais) cada;
I – Recebendo R$150,00 (cento e cinquenta reais) logo após a apresentação, e R$100,00 (cem reais) condicionado a participação na tertúlia que ocorrerá após a divulgação das classificadas na noite do dia 13 de fevereiro de 2020;
Art. 15º -  Todas as 6 (seis) composições classificadas na Fase Geral receberão, logo após a primeira apresentação, uma ajuda de custo no valor de R$500,00 (quinhentos reais);
I  -  Recebendo R$300,00 (trezentos reais) logo após a apresentação, e R$200,00
(duzentos  reais)  condicionado  a  participação  na  tertúlia  que  ocorrerá  após  a
divulgação das classificadas na noite do dia 13 de fevereiro de 2020;
Art. 17º - Os prêmios instituídos pelo  Canto Estancieiro do  CTG Pompílio Silva são os seguintes:
1º LUGAR: Troféu “Canto Estancieiro” + R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais);
2º LUGAR: Troféu “CTG Pompílio Silva” + R$ 1.000,00  (mil reais);
3º  LUGAR:  Troféu  “Gruta  São  Francisco  de  Assis”  +  R$  500,00  (quinhentos reais);
MELHOR MÚSICA REGIÃO CELEIRO: Troféu “Região Celeiro” + R$250,00 (duzentos e cinquenta reais);
MÚSICA MAIS POPULAR: Troféu “Boca da Picada.”  + “brinde”;
MELHOR INTÉRPRETE: Troféu “O grito do Quinzote” + “brinde”;
MELHOR INSTRUMENTISTA: Troféu “Salto do Yucumã” + “brinde”;
MELHOR LETRA: Troféu “Professor Benedito de Castro” + “brinde”;
MELHOR MELODIA: Troféu “Mulher do Sol” + “brinde”;
MELHOR ARRANJO: Troféu “Sementes da Terra” + “brinde”;
MELHOR CONJUNTO VOCAL: Troféu “Erva Mate” + “brinde”;
MELHOR INDUMENTÁRIA: Troféu “Nerci Liberato da Conceição” + “brinde”;
MELHOR TEMA SOBRE SANTO AUGUSTO: Troféu  “Santo Augusto”  + “brinde”;
MELHOR TEMA CAMPEIRO: Troféu “Iduíno Richter” + “brinde”;

COORDENAÇÃO E CONTATOS:
Coordenador Geral: João Perusatto (55) 99679 5800
Coordenador Técnico: Eduardo Llano (55) 99109 6559
CTG Pompílio Silva: (55) 3781 1218



FICHA DE INSCRIÇÃO  -  1° CANTO ESTANCIEIRO DE SANTO AUGUSTO

Fase Geral (  ) Fase Região Celeiro(  )

Nome da Composição___________________________________________________
Ritmo________________________________________________________________
Autor da Letra_________________________________________________________
Endereço ____________________________________________________________
Obs.: Se houver mais de um autor da Letra, favor separar as informações por
barra.
Autor da Melodia_______________________________________________________
Endereço_____________________________________________________________
Obs.: Se houver mais de um autor da Melodia, favor separar as informações por
barra.
RESPONSÁVEL PELA INSCRIÇÃO:
Nome Completo:_______________________________________________________
CPF_________________________________________________________________
RG__________________________________________________________________
ENDEREÇO__________________________________________________________
FONE: _______________________________________________________________
EMAIL:_______________________________________________________________
Ao  encaminhar  o  e-mail  de  inscrição,  nós,  autores  da  composição  acima
descrita,  aqui  representados  pelo  responsável,  estamos  cientes  de todos  os
itens do Regulamento do 1°Canto Estancieiro de Santo Augusto.