TOTAL DE ACESSOS

domingo, 18 de agosto de 2019

12º CANTO NATIVO - PREMIAÇÃO

Dartagnan Portella (com o troféu) e demais músicos que defenderam a chamarra vencedora.

Já era madrugada de domingo, quando foram conhecidos os destaques do 12º Canto Nativo, festival da cidade de Santo Augusto.
Acompanhamos a ótima transmissão da Rádio Querência FM 89.7, via Facebook.
O resultado é o seguinte: 

Primeiro Lugar: A Sombra
Gênero: Chamarra
Letra: Guto Gonzalez
Melodia: Tuny Brum
Interpretação: Dartagnan Portella
Segundo Lugar: De Drones e Pandorgas
Gênero: Chamamé
Letra: Davi Teixeira

Melodia: Maximiliano Tchêtuco
Interpretação: Pirisca Grecco
Terceiro Lugar: Para Quem Se Foi
Gênero: Chamamé
Letra: Zé Renato Daudt

Melodia: Raineri Spohr
Interpretação: Raineri Spohr

Melhor Intérprete: Pirisca Grecco - De Drones e Pandorgas
Melhor Instrumentista: Rafael Veiga - Violão - Homens de Campo
Melhor Letra: A Sombra - Guto Gonzalez
Talento Regional: Maximiliano Tchêtuco
Melhor Conjunto Instrumental: Acordei Com Uma Milonga
Melhor Arranjo: Para Quem Se Foi – Raineri Spohr e Grupo
Melhor Música Regional: Homens de Campo
Gênero: Milonga
Letra: Vitor Bertei

Melodia: Marcelinho Carvalho
Interpretação: Francisco Oliveira
Mais Popular: Um Verso Que Sai De Mim
Gênero: Milonga
Letra: Jeferson Silva

Melodia: Renan Gonzatto
Interpretação: Luciano Gonçalves
Mais Votada Internet - Rádio Querência: Pra Moça Que Me Esperou
Gênero: Milonga
Letra: Juliano Santos

Melodia: João Perussatto
Interpretação: Igor Tadielo

Fonte:  Transmissão Rádio Querência

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

SUBSTITUIÇÃO DE CONCORRENTE EM SANTIAGO

Segundo o produtor do 23º Festival da Música Crioula, uma denúncia confirmada de não ineditismo ocasionou a exclusão da música "Tropeiro de Almas", anteriormente relacionada entre as composições concorrentes em Santiago.  Diante desse fato, houve a necessidade de se convocar uma das obras suplentes. Sendo assim, passa a integrar a relação de músicas concorrentes na 23ª Edição do Festival, a canção  intitulada JOÃO OFÍCIO DE PEÃO, de autoria de Carlos Eduardo Nunes, compositor de Cachoeira do Sul. 

11ª TAFONINHA - REGULAMENTO


A Etapa Regional da Tafona da Canção Nativa,  carinhosamente chamada de Tafoninha, acontecerá no dia 18 de setembro de 2019, em Osório.  As inscrições já podem ser encaminhadas para o endereço eletrônico 
Reproduzimos a seguir, alguns aspectos importantes do Regulamento.

Art. 1º -  A Administração Municipal de Osório através da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo, Cultura e Juventude, promove a 11ª Tafoninha da Canção Nativa, festival de canções inéditas, com o objetivo de valorizar a música em todas as linhas com ênfase nos gêneros de Manifestação Rio-grandense e Litorânea Gaúcha. A promoção visa à integração entre compositores, intérpretes e músicos em âmbito do Litoral Norte do RS.
Parágrafo primeiro: Na Linha Rio-grandense, as composições devem enfocar usos, costumes e as lides campeiras do Rio Grande do Sul, representando as origens culturais gaúchas, tanto na letra, como na melodia e nos instrumentos musicais utilizados.
Parágrafo segundo: Na Linha Litorânea, o autor deve abordar, obrigatoriamente, na letra e melodia, aspectos identificados à cultura do Litoral Norte do RS, seja por sua história, seu folclore, sua musicalidade ou aos usos e costumes.
Parágrafo terceiro: Os autores deverão indicar na Ficha de Inscrição a linha na qual pretendem ver sua obra concorrendo. Caso não o façam, a Comissão Avaliadora tem total liberdade para enquadrá-la na mais apropriada dentre as duas Linhas previstas neste regulamento.
Art 3º -  O evento ocorrerá no dia 18 de setembro de 2019, a partir das 20 horas, no C.T.G. Estância da Serra– Osório/RS.
INSCRIÇÕES E APRESENTAÇÃO
Art. 4º- Na 11ª Tafoninha, poderão se inscrever autores, intérpretes, músicos, acompanhantes e compositores naturais ou residentes em um dos municípios do Litoral Norte do RS.
Art. 5º -  Serão selecionadas pela Comissão de Triagem e Julgamento, 10 (dez) músicas, cujas apresentações acontecem no dia 18 de setembro de 2019, quarta-feira, concorrendo as premiações estipuladas neste regulamento .
Art. 7º -  Nesta fase cada composição receberá como prêmio pela classificação na triagem do festival o valor de RS 1.200,00 (mil e duzentos  reais) com incidência dos respectivos impostos e obrigações (certidões negativas, etc.) com a Prefeitura Municipal.
Art. 8º -  As inscrições encerram-se para ambas as fases no dia  26 de agosto de 2019, e serão realizadas pelo endereço eletrônico  tafona.festival@gmail.com
Também serão recebidas inscrições entregues fisicamente ou enviadas pelo correio, para o seguinte endereço:
Assessoria Municipal da Cultura 
Centro Cultural José do Patrocínio
Rua Barão do Triunfo, 1065 - CEP 95520-000 – Osório/RS.
Informações poderão ser obtidas pelos telefones (51) 3601-2179.
Art. 10º - As inscrições são gratuitas.
Art. 11º - Cada concorrente poderá inscrever até três (03) músicas em seu nome ou parceria, mas somente duas composições por autor poderão ser classificadas.
Art. 12º - Na modalidade eletrônica de inscrição (uma música por e-mail) os compositores deverão postar a música em MP3 – uma cópia da letra em Word ou PDF sem identificação dos autores e a Ficha de Inscrição preenchida, colocando no assunto e no corpo do e-mail nome da música e etapa em que concorrem.
Art. 13º - As composições deverão ser remetidas em CD, uma composição por mídia, devidamente identificada, acompanhada de cinco cópias da letra digitada, contendo o nome da composição, o gênero, com a respectiva Ficha de Inscrição preenchida.
Art. 15º - A comissão avaliadora selecionará dez composições, cujos compositores serão comunicados diretamente e pela imprensa. A ordem da apresentação das músicas será definida pela Comissão Organizadora logo após a triagem. Não serão aceitas modificações posteriores.
Art. 16º - O mesmo grupo, músico  não poderá defender mais de três músicas durante o festival e ao Intérprete fica limitado até duas (2) canções.
Art. 17º - Não poderá o número do componente do grupo ser inferior a quatro, devendo um ser apontado como responsável por ocasião do credenciamento. A composição selecionada e classificada para a final deverá ser apresentada pelo mesmo grupo, sem acréscimo ou substituição de integrantes e instrumentos.                                                                                     
Observação: Não pode participar de qualquer composição ou de grupo musical, parentes em 1º grau dos integrantes da Comissão Julgadora.
Art. 19º - A comissão de triagem e julgamento apontará as vencedoras que receberão a seguinte premiação:
Primeiro Lugar: R$ 1.200(mil e duzentos reais) + Troféu Carlos Catuípe 
Segundo Lugar: R$ 800,00(Oitocentos reais) + Troféu Carlos Catuípe 
Melhor Tema Litorâneo +  Troféu Ivo Ladislau
Melhor Tema Campeiro + Troféu Estância da Serra
Melhor Intérprete + Troféu Cantadores do litoral
Melhor Instrumentista + Troféu Sebastião Teixeira
Música Mais Popular + Troféu Tribo Maçambiqueira
Observação: As composições classificadas em 1º e 2º lugares, estarão automaticamente classificadas para a próxima Edição da Tafona da Canção Nativa(Etapa Nacional)

11ª TAFONINHA DA CANÇÃO NATIVA
FICHA DE INSCRIÇÃO
Nome da Composição: _________________________________________________________________________
Gênero Musical: _________________  (    ) Litorânea Gaúcha   (   ) Manifestação Riograndense
Autor (es) da Letra:  _________________________________________________________________________
Endereço: _______________________________________________________________________________
Fone: ____________________Cidade/UF: _____________________________CEP: _________
RG: _______________________CPF: ____________________________PIS:______________
Autor (es) da Melodia:  _________________________________________________________________________
Endereço: _______________________________________________________________________________
Fone: _____________________Cidade/UF:__________________________ CEP:___________
RG: _______________________CPF: ___________________________PIS:________________
Em caso de classificação, a composição será defendida no palco da XIª Tafoninha da Canção Nativa por___________________________________________________________________________________
INFORMAR O NOME DA PESSOA AUTORIZADA A RECEBER OS PRÊMIOS DE PARTICIPAÇÃO. RESSALTAMOS QUE A MESMA DEVERÁ ESTAR PRESENTE NA XIª TAFONINHA  E ESTAR EM DIA COM OS TRIBUTOS MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL.
Nome: _______________________________________________________________________________
Endereço: _______________________________________________________________________________
Fone: _____________________Cidade/UF:________________________CEP:_____________
RG: _______________________CPF: ___________________________PIS:________________
DECLARAÇÃO: Declaro (amos) que as informações dadas nesta ficha são verdadeiras e que, ao assiná-la estou(amos) aceitando as condições de participação/concorrência proposta no regulamento de 11ª Tafoninha da Canção Nativa.

_____________________, _____ de _________________de 2019.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 
Autor da Letra                                                                              Autor da Melodia

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

FESTIVAL SOBRE O RIO URUGUAI - CLASSIFICADOS

Apesar de não recebermos nenhum tipo de comunicado sobre a realização da 7º Festival de Música Temática do Rio Uruguai 2019, publicamos a seguir, a relação das obras classificadas para o evento que acontecerá no Clube Naval de Uruguaiana, provavelmente no dia 19 de outubro.
Aguardemos confirmações.

12º CANTO MISSIONEIRO ACONTECERÁ EM NOVEMBRO


A secretaria de cultura de Santo Ângelo e a Nova Produções, confirmam para os dias 14, 15 e 16 de novembro, a realização da 12ª edição do Canto Missioneiro da Música Nativa, um dos festivais mais prestigiados do nativismo gaúcho.  Da mesma forma fica assegurada a produção do 11º Canto Piá Missioneiro, festival para jovens intérpretes. 
O Teatro Antônio Sepp deve ser definido como cenário dos eventos.
Os regulamentos serão colocados a disposição até sexta-feira, 16/08.
Há que se lamentar a coincidência de data com o ENART 2019, que ocorrerá no mesmo final de semana, em Santa Cruz do Sul.

terça-feira, 13 de agosto de 2019

34º PONCHE VERDE - INSCRIÇÕES ATÉ 30 DE SETEMBRO



O 34º Ponche Verde da Canção Gaúcha acontecerá de 08 a 10 de novembro na cidade de Dom Pedrito.   As inscrições devem ser encaminhadas no período entre 06 e 30 de setembro, para o email poncheverdedacancaogaucha@gmail.com, ou via correio, para o seguinte endereço:
Assessoria de Cultura
Av. Rio Branco, nº. 925
Prédio da antiga Caixa Econômica Estadual
CEP: 96450-­000 - Dom Pedrito/RS

A seguir, reproduzimos alguns itens importantes do Regulamento do 34º Ponche Verde.

1. O Ponche Verde da Canção Gaúcha – 34ª Edição será realizado nos dias 08, 09 e 10 de novembro de 2019, tendo por local o Parque Juventino Corrêa de Moura, da Associação Rural de Dom Pedrito.
2. A linha Musical do Ponche Verde da Canção Gaúcha – 34ª Edição – será
Música Campeira do Rio Grande do Sul, respeitando seus ritmos e variações.
3. Cada autor poderá inscrever, individualmente ou em parceria, até 04 (quatro) composições, podendo ser classificada no máximo 01 (uma), por compositor.
4. As composições deverão ser inéditas, entendendo ­se como tal aquelas não gravadas, impressas, editadas ou publicadas em qualquer veículo de comunicação, bem como nas redes sociais (whatsapp , twitter, snapchat, youtube, instagran, facebook, entre outros), podendo entretanto, ter participado de eventos do gênero, desde que não tenham sido premiadas ou finalistas.
5. As composições deverão ser apresentadas em CD e devidamente identificadas, sendo um CD para cada composição. 
6.  Cada composição deverá ser acompanhada de 04 (quatro) cópias de letras, nas quais deverão constar apenas o ritmo e o título da composição, sem identificação do autor.
7.  Serão pré-classificadas na triagem 12 (doze) músicas
 8. As composições pré-selecionadas serão apresentadas em duas etapas, sendo 06 (seis) no dia 08, e 06 (seis) no dia 09, classificando-se 10 (dez) composições para a final no domingo, dia 10.
9.  As 10 (dez) composições finalistas farão parte do CD do evento.
10. A cada composição pré-selecionada atribuir-se-­á uma ajuda de custo (direito autoral e de arena) a ser paga após a apresentação no palco no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais), para as composições apresentadas no palco do Ponche Verde da Canção Gaúcha ­ 34ª Edição, sendo este valor bruto, a ser deduzida a porcentagem que a legislação vigente determinar.
11. A gravação será ao vivo.
12.  Na composição dos grupos que defenderão os trabalhos pré­-classificados, serão aceitos no mínimo 04 (quatro) músicos e no máximo 07 (sete) músicos no palco.
13. A passagem de som das composições classificadas será com hora marcada, sendo tolerado um atraso de até 5 (cinco) minutos por música, sob pena de ser descontada a quantia de R$ 500,00 (quinhentos reais) sobre o valor líquido pago à título de ajuda de custo.
14.  O uso do instrumental será livre, de inteira responsabilidade dos concorrentes. Haverá, no palco, bateria à disposição.
15. Cada conjunto ou músico, não poderá defender mais de duas (02) composições concorrentes e, no final, não será permitida a substituição de qualquer um deles, sob pena de desclassificação da música.
16. ­ Cada intérprete poderá defender apenas 01 (uma) composição, individualmente ou em dupla.
17. Na interpretação, quem utilizar o recurso da leitura, não concorrerá ao prêmio de melhor interprete e, se for o caso, servirá de critério de desempate para outras premiações.
18.  Todos os concorrentes deverão subir ao palco trajando indumentária típica do Rio Grande do Sul, não sendo permitida qualquer descaracterização, como o uso de tênis, camisetas, bonés, Baby Look, etc. O traje feminino fica limitado a vestido de prenda ou saia longa e blusa sem decotes ou transparências. Os casos omissos serão avaliados pela comissão organizadora.
19.  A premiação do Ponche Verde da Canção Gaúcha – 34ª Edição – será a seguinte:
1º Lugar: R$ 3.000,00 (três mil reais) mais troféu;
2º Lugar: R$ 2.000,00 (dois mil reais) mais troféu;
3º Lugar: R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais) mais troféu;
Música mais Popular: R$ 1.000,00 (um mil reais) mais troféu;
Melhor Letra: Troféu;
Melhor Melodia: Troféu;
Melhor Intérprete: Troféu;
Melhor Instrumentista: Troféu;
Melhor Acampamento: Troféu e direito a espaço gratuito na 35° Edição;
Melhor Tema Campeiro: Troféu.

Informações: poncheverde34@gmail.com
                     Facebook: Página do Ponche Verde da Canção Gaúcha.


segunda-feira, 12 de agosto de 2019

4º ACORDES DO PAMPA - RESULTADO


O 4º Acordes do Pampa em Canção foi realizado nos dias 10 e 11 de agosto, no CTG Passo do Rosário, em Rosário do Sul.
Sob a coordenação do poeta e comunicador Joel de Freitas Paulo, o festival ocorreu com sucesso e apresentou o seguinte resultado: 

Primeiro Lugar: Ainda Resta um Galpão
Gênero: Milonga
Letra: Kininho Dornelles
Melodia: Kininho Dornelles
Interpretação: Cristopher Pires
Segundo Lugar: Sonho Balconeiro
Gênero: Rasguido Doble
Letra: Felipe Oliveira
Melodia: Ederson Melo
Interpretação: Joaquim Brasil e Luís Felipe Cornel
Terceiro Lugar:  Rincãozito Campeiro
Gênero: Rasguido Doble
Letra: Jorge Machado
Melodia: Jorge Prado
Interpretação: Luís Felipe Cornel

Melhor Intérprete: Cristopher Pires - Ainda Resta um Galpão
Melhor Instrumentista: Sócrates Junior - Violão - Duelo Monarca
Melhor Poesia: Na Garganta de Algum Cantador – Roberto Paines
Melhor Melodia: Ainda Resta um Galpão – Kininho Dornelles
Melhor Arranjo: Sonho Balconeiro 
Revelação:  João Vitor Nunes  - Gaita Botoneira
Melhor Tema Campeiro: Pelo Olhar de Quem é Campo
Autores: Getúlio Santana/Júnior Rodrigues
Interpretação: André Machado
Mais Popular: Invernada de Sonhos
Gênero: Chamarra
Letra: Luís André Sasso 
Melodia: Ronaldo Muller
Interpretação: Alencar Frontero

Fonte: Joel de Freitas Paulo

domingo, 11 de agosto de 2019

PRIMAVERA DO CANTO XUCRO - RESULTADO

Jamesson Abreu e os troféus conquistados por "Aparição"
A primeira edição da Primavera do Canto Xucro aconteceu nos dias 09 e 10 de agosto, na cidade de Tapejara. O resultado é o seguinte:

PRIMEIRO LUGAR: APARIÇÃO
Letra: Giba Trindade
Melodia: Juliano Javoski
Interpretação: Jamesson Abreu
Violão: Regis Reis
Violão: Juliano Moreno
Violão: Zulmar Benitez
Contrabaixo: Xuxu Nunes
SEGUNDO LUGAR:  RECOLHIDA
Letra: Jaime Brum Carlos
Melodia: Marcelo Paz Carvalho
Interpretação: Arthur Matos
Violão: Marcelo Paz Carvalho
Violão: Cicero Fontoura
Contrabaixo: Daniel Crestani
Acordeon: Evandro Pires
TERCEIRO LUGAR:  AO OCASO
Letra: Anderson Mireski
Melodia: Xuxu Nunes
Interpretação: Cristiano Fantinel
Violão: Anderson Mireski
Violão: Dionathan Farias
Gaita Botoneira: Jarbas Nadal
Contrabaixo: Xuxu Nunes

MELHOR INTÉRPRETE: ARTHUR MATTOS  - Recolhida
MELHOR INSTRUMENTISTA: EDILBERTO BÉRGAMO - Gaita Botoneira - Mimosa/Primavera
MELHOR LETRA:  APARIÇÃO - Giba Trindade
MELHOR MELODIA:  APARIÇÃO - Juliano Javoski 

Fonte: Rico Bertoletti - Diretor de Palco

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

12º FESTIVAL DO COOPERATIVISMO - INSCRIÇÕES

Cooperativas por um trabalho digno. 
Este é o tema do 12° Festival O Rio Grande Canta o Cooperativismo, maior festival de música cooperativista do Brasil, promovido pelo Sescoop/RS. 

Os artistas interessados em participarem da edição de 2019, podem inscrever suas obras musicais até o dia 30 de setembro.

Neste ano, o Festival será realizado em duas etapas (classificatória e final), no Parque do Chimarrão, acesso Imperatriz Dona Leopoldina, 2294-2586, em Venâncio Aires.
Etapa Classificatória: Dia 22 de novembro de 2019 – 14h às 21h
Etapa Final – Dia 23 de novembro de 2019 – 21h às 24h

As inscrições devem ser remetidas para o SESCOOP/RS – Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Estado do Rio Grande do Sul, na Rua Félix da Cunha, n° 12, Bairro Floresta, Porto Alegre/RS, CEP: 90570-000.

O Participante deverá encaminhar para inscrição: 
1 (uma) ficha de inscrição (disponíveis nas cooperativas ou site www.sescooprs.coop.br) para cada composição inscrita devidamente preenchida e assinada. 
10 (dez) cópias da letra da música, com título e ritmo musical, mas sem identificação nominal dos autores. 
1 (um) CD com a gravação da música 
1 (uma) declaração de associado de cooperativa, ou de empregado de cooperativa.

A comissão avaliadora irá selecionar 20 obras para serem apresentadas na etapa classificatória do Festival, que serão divulgadas no site www.sescooprs.coop.br, no dia 21 de outubro de 2019.
Dentre essas, ao menos uma obra musical deverá ser de autor ou autores associados numa cooperativa, ou empregados de cooperativa, estabelecida na cidade sede do evento (Venâncio Aires).

Serão classificadas no máximo 2 (duas) composições do mesmo autor.

As 20 obras selecionadas serão apresentadas na etapa classificatória (22/11/2019)

Na etapa classificatória, os jurados selecionarão 10 (dez) obras para irem à Etapa Final (23/11/2019).
Dentre estas 10 (dez) obras finalistas, ao menos 1 (uma) obra deve ser de associado ou funcionário de cooperativa estabelecida em Venâncio Aires.

O compositor responsável pela música deverá fornecer à Comissão Organizadora do Festival, até o dia 10 de novembro de 2019, a composição do grupo musical (banda), contendo: nome completo, nome artístico e instrumento de cada participante.

O intérprete poderá defender somente uma música no festival, individualmente ou com outro (s) intérprete (s).
Serão aceitos, no mínimo 5 (cinco) integrantes em cada grupo no palco, sendo de responsabilidade dos autores a seleção dos músicos, dos instrumentos e dos intérpretes.

Os autores com obras selecionadas pala Comissão Avaliadora para a etapa classificatória receberão, a título de direitos autorais, a importância de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), pagos em parcela única, em cheque nominal ao autor representante da obra, logo após a apresentação em palco.
A Comissão Organizadora, não se responsabiliza pelas despesas de deslocamento, hospedagem e alimentação dos participantes do festival.

A passagem de som se dará das 14h ás 21h, do dia 22 de novembro. Serão 20 minutos para cada grupo musical, onde os horários serão definidos e divulgados pela Comissão Organizadora do Festival no dia 14 de novembro de 2019. 
Cada grupo musical terá 20 minutos para proceder a passagem de som e apresentação da obra, onde esta, será avaliada pela Comissão Julgadora

A Comissão Avaliadora seguirá critérios preestabelecidos.
Letra - 35%;
Melodia - 35%
Interpretação - 30%.

O 12º Festival o Rio Grande Canta o Cooperativismo oferecerá as dez obras classificadas para a final, a título de premiação, os seguintes valores:
1º LUGAR R$ 8.000,00 e troféu;
2º LUGAR R$ 7.500,00 e troféu;
3º LUGAR R$ 7.000,00 e troféu;
4º LUGAR R$ 6.500,00 e troféu;
5º LUGAR R$ 6.000,00 e troféu;
6º LUGAR R$ 5.500.00 e troféu;
7º LUGAR R$ 5.000,00 e troféu;
8º LUGAR R$ 4.500,00 e troféu;
9º LUGAR R$ 4.250,00 e troféu;
10º LUGAR R$ 4.000,00 e troféu;

Na etapa final, o público presente escolherá, através de votação em cédula fornecida pelo Sescoop/RS no início do evento, a “Música Mais Popular do Festival”. Esta música receberá a título de premiação o valor de R$ 2.000,00.

Para mais informações sobre o 12° Festival O Rio Grande o Cooperativismo acesse o regulamento completo disponível a seguir.

http://www.sescooprs.coop.br/app/uploads/2019/08/regulamento-festival-2019-08-07-zigomar-1.pdf

DOIS FESTIVAIS NESTE FINAL DE SEMANA


Apesar da dificuldades que o cenário econômico atual impõe a todos, a agenda dos festivais nativistas permanece em atividade, graças aos esforços de produtores culturais, das comunidades e, principalmente, ao fundamental apoio de alguns empresários que associam seus nomes e suas marcas a produtos culturais de relevância, que além de entretenimento, geram emprego e renda para diversas pessoas.     

De 09 a 11 de agosto, por exemplo, dois festivais de música nativista movimentam comunidades do interior do RS.

Em Tapejara, no norte do estado, inicia nesta sexta-feira, 09, e vai até amanhã, 10,  a Primavera do Canto Xucro.  Além das 14 músicas concorrentes, o público que comparecer ao Ginásio Esportivo Albino Sossela, terá a oportunidade de assistir os espetáculos de Elton Saldanha, Banda Céu e Cantos, e Cristiano Quevedo. O apresentador é Pedro Junior da Fontoura, a direção de palco é de Rico Bertoletti e a comissão avaliadora estará formada por Halber Lopes, João Fontoura e Sabani Felipe de Souza
A entrada é franca.




Dirigindo-nos para a região da fronteira, chegamos a Rosário do Sul, onde acontecerá nos dias 10 e 11 o 4º Acordes do Pampa em Canção.
No sábado, 10, as atividades iniciam as 20h, com a apresentação das canções concorrentes, seguidas do show baile, animado pelo Grupo Balada Tchê. No domingo, 11, a programação começa ás 18h, com o desfile das músicas finalistas e o espetáculo do cantor Adair de Freitas.   Adair, inclusive é um dos integrantes da comissão avaliadora do festival, que tem ainda os compositores Marco Antônio Soares e Nirion Machado.  A coordenação geral é do poeta e radialista Joel de Freitas Paulo. 
O 4º Acordes do Pampa em Canção será realizado no CTG Passo do Rosário. 
Os convites serão vendidos ao preço individual de R$ 5,00. 
Após as 22h, quando começa o baile, o ingresso custará R$ 15,00 por pessoa.