TOTAL DE ACESSOS

domingo, 1 de agosto de 2021

OS DESTAQUES DA 41ª COXILHA

Dra. Paula, prefeita de Cruz Alta, com o grupo que defendeu a canção vencedora.

A Coxilha Nativista, um dos mais representativos festivais de música do Rio Grande do Sul, realizou sua 41ª edição de 28 a 31 de julho na cidade de Cruz Alta. Teve por cenário o palco Jayme Caetano Braun, instalado no Clube Arranca, onde também foi realizada a 4ª Coxilha Instrumental.
Após a apresentação das 10 (dez) canções finalistas, a comissão avaliadora da 41ª Coxilha, formada por Eduardo Novakoski, Jorge Guedes, Luiz Carlos Borges, Rodrigo Bauer e Rogério Villagran, apontou os seguintes destaques:

Primeiro Lugar: Peão Mensual Por Ofício
Ritmo: Milongueado
Letra: Jari Terres
Melodia: Jari Terres
Violão:  Luciano Fagundes
Violão 7 Cordas: Quinto Oliveira
Contrabaixo: Carlos De Cesaro
Interpretação: Cristiano Fantinel

Segundo Lugar: Milonga de Bibiana
Ritmo: Milonga
Letra: Marcelo Dávila/Telmo Vasconcelos
Música: Eduardo Monteiro
Contrabaixo e Vocal: Alexandre Scherer
Violão e Vocal: Pablo Cardoso
Violão e Vocal: Igor Tadielo
Acordeom: Eduardo Abramson
Interpretação: Lu Schiavo 

Terceiro Lugar:  Protagonistas
Ritmo: Milonga
Letra:  Carlos Eduardo Nunes
Melodia: Carlos Eduardo Nunes
Violão: Yuri Menezes
Interpretação e Cajón: Pirisca Greco
Interpretação e Violão: Ângelo Franco
Interpretação e Cordeona: Lincon Ramos 

Música Mais Popular: Entre o Lajeado e a Cruz
Ritmo: Chimarrita
Letra: Barbara Lopes Moraes
Melodia: Fabi Lamaison
Violão: Edson Macúglia
Contrabaixo: Everton Barlett
Flauta: Charlise Bandeira
Teclados: Fernando Rossato
Bateria/Cajon: Guaikica
Interpretação: Fabi Lamaison 

Melhor Pesquisa - 200 anos de Cruz Alta: De Comitivas e Tropas
Ritmo: Milonga
Letra: Osmar Proença
Melodia: Igor Silveira/Marcelinho Carvalho
Violão: André Teixeira
Violão: Marcelinho Carvalho
Gaita Botoneira: Diego Machado
Contra Baixo: Gustavo Dill
Percussão: Sandro Cartier
Interpretação: André Teixeira

Melhor Intérprete: Lú Schiavo - Milonga de Bibiana

Melhor Instrumentista:  Marcelinho Carvalho - Violão - De Comitivas e Tropas 
Melhor Letra:  O Que me Tira de Casa - Eduardo Muñoz/Fábio Maciel
Melhor Arranjo: Peão Mensual por Ofício
Melhor Melodia:  Milonga de Bibiana - Eduardo Monteiro
Melhor Conjunto Vocal:    Milonga de Bibiana - Lú Schiavo e Grupo
Melhor Indumentária: André Teixeira - De Comitivas e Tropas

sábado, 31 de julho de 2021

41ª COXILHA NATIVISTA EM SUA NOITE FINAL

A edição histórica da Coxilha Nativista, em comemoração aos 200 anos de Cruz Alta, iniciou na quarta-feira, 28/07, com as primeiras atrações da 4ª Coxilha Instrumental, mostra não competitiva estrelada por instrumentistas de renome no cenário musical sul rio-grandense.
Na quinta-feira, 29/07, além das apresentações da 4ª Coxilha Instumental, subiram ao palco Jayme Caetano Braun, as 10 (dez) primeiras obras concorrentes na 41ª Coxilha Nativista.  Na sexta-feira, 30/07, foi obedecido o mesmo cronograma de apresentações, com mais 10 (dez) concorrentes da 41ª Coxilha Nativista, precedidas pelos espetáculos da 4ª Coxilha Instrumental.  
O festival chega a sua noite principal neste 31 de julho, com a realização da grande final, quando retornarão ao palco as dez canções destacadas como finalistas pela comissão avaliadora, formada por Eduardo Novakoski, Jorge Guedes, Luiz Carlos Borges, Rodrigo Bauer e Rogério VillagranAlém do desfile das finalistas, haverá ainda os espetáculos de Joca Martins e  Léo Soares. 
Em decorrência das restrições impostas pela pandemia, a 41ª Coxilha Nativista não conta com presença de pessoas na plateia do Clube Arranca, local das ações.
Mas o festival está sendo transmitido ao vivo pela página oficial da Prefeitura de Cruz Alta, no Facebook. É só clicar no link abaixo:

 As 10 (dez) canções finalistas da 41ª Coxilha são as seguintes: 

1. DE COMITIVAS E TROPAS
Milonga
Interpretação: André Teixeira
Letra: Osmar Proença
Melodia: Igor Silveira/Marcelinho Carvalho
2. ENTRE O LAGEADO E A CRUZ
Chimarrita
Interpretação: Fabi Lamaison
Letra: Bárbara Moraes
Melodia: Fabi Lamaison
3. GAÚCHO
Milonga
Interpretação: Juliano Moreno
Letra: Anomar Danúbio Vieira/Juliano Moreno
Melodia: Juliano Moreno
4. MILONGA DE BIBIANA
Milonga
Interpretação: Lu Schiavo
Letra: Marcelo Dávila/Telmo Vasconcelos
Melodia: Eduardo Monteiro
5. O BEIJO DO BEIJA FLOR
Chamamé
Interpretação: Manu Macúglia
Letra: Juca Moraes
Melodia: Juca Moraes
6. O QUE ME TIRA DE CASA
Milonga
Interpretação: Marcelo Oliveira
Letra: Eduardo Muñoz/Fábio Maciel
Melodia: Ricardo Rosa
7. O SILÊNCIO DA MEMÓRIA
Milonga
Interpretação: Raineri Spohr
Letra: Diógenes Lopes
Merlodia: Juliano Moreno
8. O VENTO É FEITICEIRO
Milonga
Interpretação: Cezar Gomez
Letra: Cezar Gomez
Melodia: Marcelinho Carvalho
9. PEÃO MENSUAL POR OFÍCIO
Milongueado
Interpretação: Cristiano Fantinel
Letra: Jari Terres
Melodia: Jari Terres
10. PROTAGONISTAS
Milonga
Interpretação: Pirisca Greco, Ângelo Franco e Lincon Ramos
Letra: Carlos Eduardo Nunes
Melodia: Carlos Eduardo Nunes

segunda-feira, 19 de julho de 2021

FESTIVAL DE CRUZÍLIA/MG

Nos dias 24 e 25 de Julho, acontecerá o 39º Festival de Música de Cruzília, em Minas Gerais, a partir das 13 horas, em local fechado, onde somente estarão presentes os músicos para as apresentações e a equipe necessária para os trabalhos. 
As 30 (trinta) composições selecionadas para concorrem no Festival serão apresentadas no sábado, 24 de julho. Deste universo, 15 (quinze) obras serão classificadas para a grande final do domingo, 25 de julho, quando os destaques serão premiados.
O grande público poderá acompanhar o festival através do site da Prefeitura de Cruzília/MG.  www.cruzilia.mg.gov.br
 
Será oferecido o valor de R$ 400,00 para cada música concorrente (exceto as músicas finalistas que receberem premiações, estas ficarão somente com o prêmio conquistado). Os destaques do 39º Festival de Música de Cruzília, farão jus a seguintes premiação:
Primeiro Lugar: Troféu + R$ 4.000,00
Segundo Lugar: Troféu + R$ 3.000,00
Terceiro Lugar: Troféu + R$ 2.000,00
Quarto Lugar: Troféu + R$ 1.500,00
Quinto Lugar: Troféu + R$ 1.300,00
Melhor Composição Local: Troféu + R$ 2.000,00
Melhor Arranjo: Troféu + R$ 1.200,00
Melhor Intérprete: Troféu + R$ 1.200,00
 
Informações:
Secretaria Municipal da Cultura, dos Esportes e Turismo.
(35) 3346-2000



LEGADO DA CANÇÃO GAÚCHA

Na última sexta-feira,16, em Santo Ângelo, foi lançada a 1ª edição do Legado da Canção Gaúcha, festival para jovens intérpretes com idades entre 05 e 25 anos, divididos em três categorias: 
Mirim: de 5 a 12 anos completos
Juvenil: de 13 a 17 anos completos
Sênior:  18 a 25 anos completos

O 1º Legado da Canção Gaúcha acontecerá no dia 09 de outubro de 2021, quando haverá a transmissão ao vivo, a partir das 20 horas, através do canal do Festival no Youtube e na página do evento no Facebook.

O período para inscrições vai de 1º a 31 de agosto de 2021.

As inscrições devem ser encaminhadas exclusivamente para o endereço eletrônico 
a) Áudio da música inscrita deverá ser enviado em MP3;
b) Letra da composição em arquivo Word, digitada em fonte Arial 14;
c) Ficha de Inscrição preenchida em todos os campos 

Informar ainda: nome do intérprete, idade, cidade, música, autores da música.
No caso da composição ser inédita deverá ser mencionado na ficha de inscrição. 

A Comissão Avaliadora do Festival selecionará 18 interpretações, 6 (seis) de cada categoria, sendo uma de cada modalidade de intérpretes naturais ou radicaos em Santo Angelo.

Os concorrentes selecionados deverão providenciar a GRAVAÇÃO DA CANÇÃO EM VÍDEO, que deverá ser encaminhado para legadodacancaogaucha@gmail com até o dia 3 de Outubro, juntamente com a ficha técnica da música.

A gravação do vídeo, mesmo que amadora, deve ser de boa qualidade, deverá ser filmada em tomada única preservando o mesmo enquadramento visual do início ao fim da apresentação, não sendo permitido nenhum procedimento de edição de áudio e/ou de vídeo, com a filmagem na posição horizontal, realizada em local apropriado, com boa iluminação e sonorização, não sendo aceitas propagandas explícitas ou imagens que atentem contra a ética e os bons costumes, pois a mesma será utilizada para a apresentação nas redes sociais, por ocasião do concurso.


Os destaques do 1º Legado da Canção Gaúcha receberão a seguinte premiação:
PRIMEIRO LUGAR: R$ 500,00 (Quinhentos reais )+ Troféu.
SEGUNDO LUGAR: R$ 300,00 (Trezentos reais ). + Troféu.
TERCEIRO LUGAR: R$ 200,00 (Duzentos reais ) + Troféu 
Premiação identica para todas as categorias. 

COMISSÃO ORGANIZADORA
Murilo Vargas 
Sandro Vargas 
Cristina Bergoli
Fabiane Oliveira 
Eduardo Mayca 
Ari Roberto Moreira.

INFORMAÇÕES:

(55) 981.418.350
(55) 991.805.151
legadodacancaogaucha@gmail.com

segunda-feira, 12 de julho de 2021

34º REPONTE ACONTECERÁ EM ABRIL DE 2022

O Reponte da Canção, festival que é um dos maiores e principais eventos nativistas do estado do Rio Grande do Sul, realizará sua 34ª edição nos dias 8 e 9 de abril de 2022, no Galpão Crioulo do Camping Municipal da Lagoa, na margem direita do arroio São Lourenço. Paralelamente ao 34º Reponte da Canção, acontecerá o 26º Pérola em Canto, evento em âmbito municipal, que funciona como uma etapa regional para o Reponte. 
O evento ocorreria em 2020, mas foi cancelado devido a pandemia de COVID-19. Inclusive as músicas concorrentes já foram selecionadas pela comissão de triagem, dentre as 683 obras inscritas, sendo 595 para o Reponte e 88 para o Pérola em Canto. 
Os jurados da Linha Campeira são: Vera Vargas, Xirú Antunes e Jairo Lambari Fernandes. Os avaliadores da Linha de Manifestação Regional são:  Danilo Kuhn, Kininho Dornelles e Alan Otto Redü.  
Essas duas comissões definiram as dez canções classificadas para o Reponte e as dez selecionadas para o Pérola em Canto.
A Comissão Executiva irá verificar se as vinte canções continuam inéditas, caso contrário, serão desclassificadas e convocadas as suplentes. 

As duas Linhas do 34º Reponte são:

Campeira: versa sobre os usos e costumes das lides de campo, representando as raízes da cultura gaúcha;
Manifestação Regional: os compositores terão maior liberdade na escolha dos temas e também dos ritmos e instrumentos, respeitando a cultura gaúcha e a grande pampa.

Além da premiação habitual, três temáticas serão especialmente destacadas no 34º Reponte: "Melhor Tema Litorâneo",  "Melhor Tema Ambiental" e Melhor Tema Sobre a Mulher Gaúcha".

Popularizando a arte e a cultura regional e nativista, o 34º Reponte da Canção terá ingressos a preço popular.  O ingresso, de valor único, será vendido por dia, não havendo vendas por "pacote". Crianças de até sete anos tem acesso livre ao Festival. Idosos e estudantes pagam meia-entrada, mediante comprovação.

Canções já classificadas para o 34º Reponte da Canção:

Linha Campeira
1. Escrevo versos em ti 
Milonga 
Letra: Gujo Teixeira
Melodia: Joca Martins
2. Pealador 
Aire Chacarera 
Letra: Adriano Silva Alves
Melodia: Edilberto Bérgamo
3. Nós 
Milonga 
Letra: Frederico Cardoso Pinto
Melodia: Rui Carlos Ávila
4. Romanceiro do Jasmim 
Milonga 
Letra: Guilherme Collares
Melodia: Marcelo Oliveira
5. Outra Manhã 
Chamamé 
Letra: Igor Mastoiano
Melodia: Fábio Peralta

Linha Manifestação Regional

1. Sopapeando 
Canção Batucada
Letra: Carlos Hahn
Melodia: Kako Xavier
2. Romance do Pescador 
Aire de Landó
Letra: Roberto Borges
Melodia: Roberto Borges
3. Bambaquererê Sinhá 
Vaneira
Letra: Diego Müller/Martim César
Melodia: Érlon Péricles
4. O Engraxate
Canção
Letra: Rômulo Chaves
Melodia: Aline Ribas/Rafael Cardozo
5. Originários
Canção
Letra: Fernando Saldanha Filho
Melodia: Rodrigo Morales

Canções já classificadas para o Pérola em Canto
Linha Manifestação Regional
1. Ondas de Saudade 
Milonga 
Letra: Luis Antônio Weber
Melodia: Guerda Maria Kuhn
2. Sinal de Lamento 
Milonga 
Letra:  Artur Presser
Melodia: Artur Presser
3. Tempo, Amigo Velho 
Canção
Letra: José Ricardo Freitas 
Melodia: Vilson Maglione Freitas da Silva
4. Navegando Sonhos 
Maçambique 
Letra: Fernando Teixeira
Melodia: Fernando Teixeira
5. Refugando o Cabresto
Chamamé 
Letra: Mário Roberto Venzke de Freitas
Melodia: Mário Roberto Venzke de Freitas

Linha Campeira
1. Escuta, Pois, Esta Gaita
Chamamé 
Letra: Lauri Lopes 
Melodia: José Fernando Saalfeld
2. Filho da Saudade 
Milonga 
Letra: Tiago Iepsen 
Melodia: Rafael Santos Rosa
3. Jeito 
Valseado
Letra: Mauro Rosa
Melodia: Mauro Rosa
4. Pra Findar na Tua Morada 
Milonga 
Letra: Tiago Rosa
Melodia: Tiago Rosa
5. “Menas” Que Zero
Vaneira
Letra: Ricardo Rosa
Melodia: Ricardo Rosa
 
Comissão Executiva do Reponte da Canção:
Cristian Iepsen:  Secretário Especial de Gabinete, 
Fabiana Duarte da Silva: Coordenadora de Cultura 
Fernanda Helms: Secretária Adjunta de Turismo, Indústria e Comércio, 
Fábio Abbud:  Gestor de Projetos, 
Simone Leite: Coordenadora de Eventos da Secretaria de Turismo Indústria e Comércio Márcio Brum: Coordenadoria de Cultura

quinta-feira, 1 de julho de 2021

SINUELO - 18º APARTE - INSCRIÇÕES ABERTAS

Está confirmada para os dias 11 e 12 de setembro de 2021, a realização do 18º Aparte do Sinuelo da Canção Nativa, festival organizado pela Jesproart Produções, que acontecerá no Ginásio de Esportes Nery, da cidade de São Sepé.  
A programação do evento também já é conhecida e tem como atrações os espetáculos musicais de:  Miguel Marques, Délcio Tavares, André Teixeira e Gaúcho da Fronteira. Antes, no dia 09 de setembro, no Centro Cultural,  o gaiteiro Edilberto Bérgamo ministrará a palestra-show intitulada "A Gaita Ponto na Música Gaúcha".

Os concorrentes deverão comparecer fisicamente ao local do evento. A comissão organizadora aguarda as normativas das autoridades sanitárias para definir se haverá ou não a presença de público.  

O prazo para inscrições se esgotará no dia 15 de agosto e os interessados deverão enviar o material para o endereço eletrônico  jesproart@hotmail.com.

A comissão de triagem selecionará 10 (dez) composições para a Etapa Estadual e 06 (seis) para a Etapa Regional (exclusiva para autores nascidos ou radicados nos municípios de São Sepé, Formigueiro e Vila Nova do Sul);
Como prêmio pela classificação, o festival oferecerá R$ 2.300,00 (dois mil e trezentos reais) na Etapa Estadual e R$ 1.000,00 (mil reais) na Etapa Regional.
As 16 músicas classificadas serão apresentadas na duas noites do festival e todas concorrem a premiação estipulçada no regulamento.

O Sinuelo - 18º aparte oferece a seguinte premiação aos concorrentes: 
Primeiro Lugar: ............................ R$ 4.000,00 + Troféu
Segundo Lugar: ............................ R$ 3.000,00 + Troféu
Terceiro Lugar: ............................. R$ 2.000,00 + Troféu
Mais Popular:................................ R$ 1.000,00 + Troféu
Primeiro Lugar Etapa Regional:.... R$ 1.000,00 + Troféu
Segundo Lugar Etapa Regional:.... R$ 500,00 + Troféu
Melhor Letra: ................................ R$ 500,00 + Troféu
Melhor Melodia: ........................... R$ 500,00 + Troféu
Melhor Intérprete: ......................... R$ 500,00 + Troféu
Melhor Instrumentista: .................. R$ 500,00 + Troféu

Informações:  jesproart@hotmail.com
Instagran: @jesproart

Ficha de Inscrição: 



quarta-feira, 30 de junho de 2021

ESTÂNCIA DA POESIA - RESULTADO

Pedro Junior atuou no poema vencedor
Transferida de domingo, 27, para terça-feira, 29 de junho, a 1ª Estância da Poesia Crioula - Edição Virtual, foi realizada com sucesso. 
Promovido pela Estância da Poesia Crioula, entidade que congrega os principais vates do "garrão do Brasil",  o festival de poemas inéditos teve como avaliadores a poetisa Jurema Chaves e os poetas Léo Ribeiro e Moisés Menezes.
Ao final, essa comissão definiu o seguinte resultado: 

POESIA: 
Primeiro Lugar: Os Quatro Naipes do Baralho
Autor: Matheus Bauer
Declamador: Pedro Junior da Fontoura
Amadrinhador: Kayke Mello

Segundo Lugar: João Lonjura 
Autor: Matheus Costa
Declamador:  Neiton Peruffo
Amadrinhador: Jorge Araújo


Terceiro Lugar: O Fogão dos Tropeiros Mortos
Autor: Juliano Javoski
Declamador: Romeu Weber
Amadrinhador: Juliano Javoski
Melhor Indumentária: Diogo Rodrigues - Carrossel
Melhor Vídeo: Os Quatro Naipes do Baralho

DECLAMADOR:
Primeiro Lugar: Fábio Malcorra
Poema: O Gaúcho em Quatro Movimentos
Segundo Lugar: Neiton Peruffo 
Poema: João Lonjura
Terceiro Lugar: Pedro Junior da Fontoura 
Os Quatro Naipes do Baralho

AMADRINHADOR:
Primeiro Lugar: Jorge Araújo 
Poema: João Lonjura
Segundo Lugar: Kayke Mello 
Poema: A Batalha de Santa Maria
Terceiro Lugar: Jean Carlos Godoy
Poema: Dos Domínios da Paixão

sábado, 26 de junho de 2021

DOMINGO COM POESIA


Na manhã deste domingo, 27 de junho, os admiradores da poesia e da arte declamatória terão um motivo especial para acessar as redes sociais. 
A partir das 10 horas, estarão sendo apresentados os 12 (doze) poemas concorrentes na 1ª Estância da Poesia Crioula - Edição Virtual, mostra competitiva promovida pela Estância da Poesia Crioula, entidade que congrega os principais vates do RS. 
A comissão avaliadora do festival estará formada pelos poetas: 
Jurema Chaves, Léo Ribeiro e Moisés Menezes. 

Transmissão ao vivo, através da página da EPC no Facebook:  
 
As poesias concorrentes são as seguintes: 


Um domingo com poesia, merece o prestígio de todos. 

 

segunda-feira, 14 de junho de 2021

TEM SINUELO EM SETEMBRO


Está marcado para os dias 11 e 12 de setembro de 2021, o 18º Aparte do Sinuelo da Canção Nativa, importante festival de músicas inéditas, originário da cidade de São Sepé/RS.
O regulamento e a programação do evento será liberada em breve.
O Sinuelo da Canção Nativa é um evento produzido pela Jesproart Produções Artísticas.

domingo, 13 de junho de 2021

MÚSICAS CLASSIFICADAS PARA A 41ª COXILHA

Na noite de sábado, 12 de junho, aconteceu a divulgação das 20 composições classificadas para a 41ª Coxilha Nativista que ocorrerá de 28 a 31 de julho no Clube Arranca, em Cruz Alta.
Confere:  

Músicas Classificadas:

1. Cadeado
Ritmo: Milonga
Letra: Pedro Flores
Melodia: Germano Fogaça
2. Canha de Butiá
Ritmo: Vaneira
Letra: João Cleber Caramez/Mauro Coleto 
Melodia: João Manuel Pereira Neto
3. Chibiando Rumo à Cruz Alta
Ritmo: Xote
Letra: Luciano Ferreira
Melodia: Luciano Ferreira
4. De Comitivas e Tropas
Ritmo: Milonga
Letra: Osmar Proença
Melodia: Igor Silveira/Marcelinho Carvalho
5. Entre o Lajeado e a Cruz
Ritmo: Chimarrita
Letra: Bárbara Moraes
Melodia: Fabiana Lamaison
6. Gaúcho
Ritmo: Milonga
Letra: Anomar Danúbio Vieira/Juliano Moreno
Melodia: Juliano Moreno
7. Marcação
Ritmo: Polca
Letra: Telmo de Lima Freitas (In Memorian)
Melodia: Kiko Goulart
8. Milonga de Bibiana
Ritmo: Milonga
Letra: Marcelo Dávila/Telmo Vasconcelos
Melodia: Eduardo Monteiro
9. Não "Semo" Chambão
Ritmo: Milonga
Letra: Cristiano Medeiros/Jorge Abreu
Melodia: Ricardo Martins
10. No Rumo do Santuário
Ritmo: Vaneira
Letra: Fernando Ferreira
Melodia: Fernando Ferreira
11. O Beijo do Beija-Flor
Ritmo: Chamamé
Letra: Juca Moraes
Melodia: Juca Moraes
12. O Encanto das Pulperias é o Mesmo em Qualquer Pago
Ritmo: Milonga
Letra: Leonardo Borges
Melodia: Volmir Coelho
13.  O Que Me Tira de Casa
Ritmo: Milonga
Letra: Eduardo Muñoz/Fábio Maciel
Melodia: Ricardo Rosa
14. O Silêncio Da Memória
Ritmo: Milonga
Letra: Diogenes Lopes
Melodia: Juliano Moreno
15. Ofício Gaita e Gaitero
Ritmo: Vaneira
Letra: Leonardo Borges
Melodia: Marcelo Holmos/Marcelinho Nunes/Felipe Dias
16. Por um Tratado de Paz
Ritmo: Milonga
Letra: Volmar Camargo 
Melodia: Beto Barcellos
17. Protagonistas
Ritmo: Milonga
Letra: Carlos Eduardo Nunes
Melodia: Carlos Eduardo Nunes
18. Reza Campeira
Ritmo: Vaneira
Letra: Jorge Moreira (In Memorian) 
Melodia:  Angelino Rogério
19. Se Morre um Campeiro
Ritmo: Chamame
Letra: Sinval Araújo
Melodia: Rodrigo Rodrigues 
20. Tempo Redomão
Ritmo: Rasguido Doble
Letra: Marçal Furian/Zeca Alves
Melodia: Edilberto Bergamo

sexta-feira, 11 de junho de 2021

2ª TRINCHEIRA TRANSFERIDA PARA AGOSTO


2ª Trincheira do Canto Xucro – Edição Virtual, festival da cidade de Viamão, foi transferida para o dia 29 de agosto.
Até a nova data, o quadro pandêmico haverá de estar menos alarmante e com melhores condições de executar a programação do festival com a necessária tranquilidade.
O Rio Grande do Sul enfrenta uma nova, e talvez a mais trágica, onda de contaminações pelo Covid 19. Quase todas as regiões em “situação de alerta”, segundo o comunicado mais recente do Governo do Estado; UTIs novamente lotadas; necessidade premente de distanciamento físico entre as pessoas, são circunstâncias que formam um quadro assustador que não pode ser menosprezado.
Diante dessa sombria perspectiva, a WAP Produções e Eventos, produtora responsável pelo evento, entende que o melhor a fazer é evitar riscos desnecessários à saúde dos participantes, todos muito caros para o cenário nativista gaúcho.