7º ESTEIO DA POESIA GAÚCHA

segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021


Gauchada festivaleira.  
No início de cada ano, o blog Ronda dos Festivais apresenta aos seus leitores os Destaques dos Festivais, tradicional distinção, que revela os nomes dos poetas, compositores, intérpretes, instrumentistas, declamadores, amadrinhadores e jurados que se fizeram bonito nos palcos do sul do Brasil durante o transcurso de cada temporada dos festivais de música e de poesia.
Criada em 1997, pelo comunicador e produtor nativista Jairo Reis, a iniciativa alcança sua 24ª edição e passa a adotar, a partir de agora, o título de TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS.
A nova denominação do prêmio, tem o objetivo homenagear o blog Ronda dos Festivais, valorizando e difundindo o importante papel que, há 12 anos, desenvolve em favor da manutenção e da propagação do nativismo gaúcho.
Boas vindas ao Troféu Ronda dos Festivais!!!

Antes de anunciarmos os destaques do ano de 2021, é importante e necessário relembrarmos que, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as confraternizações programadas para os anos de 2020 e 2021, não puderam ser realizadas.  Quanto aos troféus das referidas edições, cuja produção havia sido interrompida, estão novamente sendo confeccionados e, em breve, deverão ser entregues aos seus destinatários, aos quais novamente agradecemos pela compreensão e parceria.       
Cabe uma vez mais, propagarmos a relevância dessa “usina de criação poético-musical” formada pelos festivais nativistas, bem como os benefícios que dela resultam, seja pela simples propagação da cultura ou através da criação de oportunidades de trabalho e renda para diversos segmentos profissionais. 
Salve o Nativismo Gaúcho!!


TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021.
Aos agraciados com o Troféu Ronda dos Festivais 2021, pretendemos entregar os Troféus, numa solenidade festiva inicialmente programada para o mês de março de 2022, em data e local a serem definidos oportunamente.

Resenha:
No ano de 2021, aconteceram 28 festivais, sendo 22 de música e 06 de poesia. 
No primeiro semestre do ano, foram realizados apenas 02 festivais de poemas e 02 de música, todos ainda mantendo as restrições sugeridas pelas autoridades sanitárias. 
Os 24 certames restantes, aconteceram na segunda metade no ano. Alguns adotaram o formato híbrido, ou seja, com participações presenciais de músicos e equipe de produção, mas sem público. Outros, no entanto, foram mais ousados, permitindo também a presença de pessoas na plateia.
Numa dessas edições, ocorreu um pequeno surto de Covid 19, afetando cerca de 25 pessoas, dentre as quais, músicos, jurados e organizadores do evento. Lamentavelmente, um dos jurados infectados no festival, acabou não resistindo aos sintomas da doença e faleceu dias depois. Lamentável.

Lembranças negativas à parte, tocamos a vida por diante, passando a nominar, a partir de agora, os Agraciados com o Troféu Ronda dos Festivais 2021.
Antes, porém, é importante deixarmos claros os parâmetros que norteiam desde sempre a nossa iniciativa:
1. Foram considerados 22 (vinte e dois) festivais de Música e 06 (seis) de Poesia que estabeleçam em seus regulamentos, a realização de mostras competitivas, nativistas ou entendidas como tal, com as obras concorrentes sendo determinadas por triagem prévia, apresentadas em placo ou através de transmissões ao vivo;
2.  Além dos certames promovidos no Rio Grande do Sul, foram inseridos no levantamento, os festivais de poemas Celeiro da Poesia, de Abdon Batista/SC e Florada de Versos, de Blumenau/SC, em virtude de serem concursos com características idênticas aos que ocorrem no RS e por contarem com significativa participação de poetas, declamadores e amadrinhadores gaúchos.
3. Não integram esta estatística os “festivais de tema”, também chamados de “costeiros” ou “de barranca” e as mostras reconhecidas como "etapa local". 
4. O critério para definição dos agraciados, desde a sua primeira edição, é a cumulatividade, ou seja, a soma dos prêmios conquistados em cada modalidade;
5. As modalidades foram definidas pelo autor do levantamento, o comunicador e produtor nativista Jairo Reis, num formato de fácil compreensão.
6. Eventuais empates serão resolvidos considerando-se outras premiações eventualmente obtidas pelos indicados, respeitando-se a representatividade hierárquica do prêmio (1º lugar, 2º, 3º e assim, sucessivamente).
7. Os vencedores de cada modalidade receberão um exemplar do TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS, oferecido por Jairo Reis e pelo blog Ronda dos Festivais.
8. A confraternização para entrega dos troféus aos vencedores será realizada num evento para este fim, em data e local a serem definidos e divulgados oportunamente.

Feitos estes esclarecimentos iniciais, passamos a divulgação dos agraciados do ano de 2021, iniciando pela categoria:

FESTIVAIS DE POESIA:

Os festivais considerados neste levantamento foram:  
Querência da Poesia Xucra e Virtual – 24 de abril - Caxias do Sul
1ª Estância da Poesia – 29 de junho - Porto Alegre
1º Garimpo da Poesia – 11 de setembro - São José do Ouro
2ª Florada de Versos - 25 de setembro - Blumenau/SC
8º Celeiro da Poesia – 23 de outubro - Abdon Batista
2º Unidos Pela Tradição – 28 de novembro - Tapejara/RS

Os destaques dos festivais de POESIA realizados em 2021, são os seguintes:


POETA COM MAIS VITÓRIAS:
Matheus Costa
Nesta modalidade tivemos 07 autores com um troféu de primeiro lugar cada um: Caine Garcia, Carlos Hahn, João Batista de Oliveira, Matheus Bauer, Matheus Costa e Osmar Ransolin.
Para desempatar esta disputa, levamos em consideração o fato de que um deles conquistou troféus de Segundo Lugar em mais 02 (dois) festivais.  
Diante disso, proclamamos que o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade POETA COM MAIS VITÓRIAS, vai para o jovem poeta MATHEUS COSTA.

Ele venceu o 2º Festival Unidos Pela Tradição, de Tapejara, com o poema Do Sereno do Alambrado até os Olhos dos Campeiros, interpretado pela declamadora Júlia Azambuja e pelo amadrinhador Francisco Teixeira.






Liliana Cardoso

MELHOR DECLAMADORA: 
Nesta modalidade, igualmente houve empate entre duas declamadoras: Joseti Gomes e Liliana Cardoso, ambas com um troféu de Primeiro Lugar Intérprete.
Para elegermos a agraciada desta modalidade, consideramos que uma delas defendeu o poema vencedor do festival.  Sendo assim, o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, da modalidade MELHOR DECLAMADORA vai para LILIANA CARDOSO.
Ela interpretou o poema De Lázaros e Fariseus, de autoria do poeta Carlos Hahn.
É a sexta edição consecutiva que Liliana recebe o Troféu RDF.   









Fábio Malcorra
MELHOR DECLAMADOR:
Neste quesito, destacou-se aquele que conquistou três premiações de Primeiro Lugar Intérprete nos seguintes festivais:
Estância da Poesia, 
1º Garimpo da Poesia 
8º Celeiro da Poesia.

Dito isto, anunciamos que o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade MELHOR DECLAMADOR vai para FÁBIO MALCORRA.













MELHOR AMADRINHADOR:
Jean Carlo Godoy
Neste cenário, 06 (seis) músicos, individualmente ou de forma coletiva, conquistaram o troféu de Primeiro Lugar Amadrinhador.
Um deles também levou pra casa um troféu Terceiro Lugar na modalidade.
Sendo assim, podemos anunciar que o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade MELHOR AMADRINHADOR será entregue ao violonista JEAN CARLO GODOY, por sua atuação na poesia “De Lázaros e Fariseus” (Carlos Hahn), classificada em primeiro lugar na 1ª Florada de Versos.








DECLAMADOR ou DECLAMADORA COM MAIS PREMIAÇÕES:
Fábio Malcorra

Nesta modalidade, sagrou-se vencedor aquele declamador que conquistou três troféus de Primeiro Lugar Intérprete e um de Terceiro Lugar Intérprete.

A partir destes indicadores, é justo anunciar que o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade DECLAMADOR COM MAIS PREMIAÇÕES, vai para FÁBIO MALCORRA.
 











AMADRINHADOR COM MAIS PREMIAÇÕES:

Kayke Mello
Onze (11) Amadrinhadores credenciaram-se à premiação desta modalidade, mas apenas um deles foi premiado em todos os festivais, ou seja conquistou 06 troféus na categoria Melhor Amadrinhador. Foram 04 (quatro) segundos lugares e 02 (dois) terceiros lugares.
Dito isso, é com satisfação que anunciamos que o agraciado com o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade MELHOR AMADRINHADOR, é o violonista KAYKE MELLO.
 
 







POETA COM MAIS PREMIAÇÕES: 
Matheus Costa
Para definir o agraciado desta modalidade, consideramos, exclusivamente, as conquistas relativas a primeiro, segundo e terceiro lugares na modalidade Poesia
Obedecendo esta norma, apuramos que o autor em destaque conquistou um Primeiro Lugar Poesia, no 2º Festival Unidos Pela Tradição; um Segundo Lugar na Estância da Poesia e um Segundo Lugar na 2ª Florada de Versos.
Considerando essas premiações, é legítimo proclamar que o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade POETA COM MAIS PREMIAÇÕES vai para o jovem vate MATHEUS COSTA.
 
 









JURADO MAIS FREQUENTE:
Antes de anunciarmos os Destaques da CATEGORIA MÚSICA, precisamos revelar o nome daqueles, ou daquelas, que integraram mais vezes as comissões avaliadoras dos festivais de música e de poesia do ano de 2021.   Para esta modalidade demos o nome de JURADO MAIS FREQUENTE.

POESIA:
Henrique Fernandes
Ao todo, 17 (dezessete) pessoas fizeram parte de comissões avaliadoras, nos 6 (seis) festivais de poesia considerados no nosso levantamento. 
Foram 06 poetas, 02 poetisas, 04 declamadores, 03 declamadoras e 2 amadrinhadores. 
Apenas um nome, deste elenco de avaliadores, integrou em duas oportunidades as mesas de jurados dos festivais de poesia.  É justo e merecido, então, que ele seja agraciado com o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, da modalidade JURADO MAIS FREQUENTE nos festivais de poesia de 2021: 
HENRIQUE FERNANDES
Ele atuou nas comissões avaliadoras do 1º Garimpo da Poesia e do 8º Celeiro da Poesia.
 











Érlon Péricles
MÚSICA: 
No que tange aos festivais de música, analisando as comissões avaliadoras dos 21 festivais de canções promovidos 2021, chegamos ao total de 76 pessoas atuando na condição de jurado.  Nesse elenco estão 17 letristas, 14 melodistas, 12 autores de letra e melodia, 9 cantores, 7 cantoras, 13 instrumentistas masculinos, 1 instrumentista feminina, 03 profissionais de imprensa.
Dos 76 nomes apurados, 69 participaram como avaliador uma única vez, 6 (seis) em duas oportunidades e apenas 1 (um) em três festivais.
A partir desta constatação, nada mais justo que apontar e declarar como JURADO MAIS FREQUENTE nos festivais de música de 2021, o músico, cantor e compositor ÉRLON PÉRICLES.
Ele atuou nos festivais: 16ª Penca da Música Nativista, 18º Sinuelo da Canção Nativa e 7º Canto dos Cardeais.






FESTIVAIS DE MÚSICA:
Eis que chega o momento de revelarmos o elenco de agraciados como Troféu Destaques dos Festivais 2021 na categoria MÚSICA.

 
AUTOR COM MAIS VITÓRIAS:
Carlos Eduardo Nunes
Nesta modalidade, dois autores empataram com 2 (dois) troféus de Primeiro Lugar cada um: 
Carlos Eduardo Nunes e Henrique Fernandes.  
Para promover o desempate, consideramos os Segundo e Terceiro lugares obtidos por eles em outros certames. Desta forma, um autor saltou na frente com mais um segundo e um terceiro lugares.  
A partir desse fato é possível anunciar que o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021 na modalidade AUTOR COM MAIS VITÓRIAS vai para o compositor CARLOS EDUARDO NUNES
 
 











MELHOR INTÉRPRETE MASCULINO:
Robledo Martins
Nesta modalidade 09 (nove) cantores conquistaram a premiação de Melhor Intérprete. Dois deles em duas oportunidades: Ita Cunha (2ª Trincheira e 5º Canto Galponeiro) e Robledo Martins (28ª Tertúlia e 12º Canto Sem Fronteira).
Como mecanismo de desempate, consideramos o fato de que apenas um deles interpretou uma música vencedora.  Sendo assim, concluímos que o agraciado com o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021 na modalidade MELHOR INTÉRPRETE MASCULINO é o cantor ROBLEDO MARTINS.











MELHOR INTÉRPRETE FEMININA:
Maria Alice
Nos festivais de 2021, 8 (oito) cantoras foram premiadas como Melhor Intérprete.  No entanto apenas um  uma delas conquistou a premiação em três oportunidades:
18º Sinuelo, 
24ª Estância 
e 5º Acordes do Pampa                        
Esta constatação nos permite anunciar que a agraciada com o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade MELHOR INTÉRPRETE FEMININA é a jovem cantora MARIA ALICE.
 










MELHOR INSTRUMENTISTA:
Alexson Massagão
Nesta modalidade houve empate entre os 23 instrumentistas premiados ao longo do ano.
Foram 07 violonistas, 11 gaiteiros (07 piano, 4 botoneira), 2 contrabaixistas, 1 bandoneonista, 1 tecladista, 1 percussionista.
Utilizando o critérios de desempate, apuramos que o agraciado, além do prêmio de Melhor Instrumentista no 3º Resgate do Canto Nativo de Dom Pedrito, conquistou como autor os troféus de 1º Lugar e de Melhor Melodia no mesmo festival. Ainda como compositor, foi premiado também com o 2º lugar no 1º Festival da Canção Nativista Autoral de Caçapava do Sul.    
Diante dessas constatações é possível anuncia que o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade MELHOR INSTRUMENTISTA, vai para o violonista ALEXSON MASSAGÃO.
 
 




MELHOR LETRISTA:
Otávio Lisboa
Nesta importante modalidade, 18 (dezoito) autores foram premiados ao longo do ano de 2021. No entanto, apenas um destes vates conquistou a premiação em três oportunidades:
29ª Ronda de São Pedro -   Poema Pra Quem é de Campo
7º Canto dos Cardeais   -    Pra Estância Que eu Nunca Tive
12º Canto Sem Fronteira - Nos Olhos do Corredor
 
Sendo assim, ficou definido que o agraciado com o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021 na modalidade MELHOR LETRISTA é o poeta OTÁVIO LISBOA.
 
 









MELHOR MELODISTA:
Edilberto Bérgamo
Vinte (20) compositores conquistaram uma única vez a premiação alusiva a Melhor Melodia nos festivais de 2021. Para elucidar mais este empate, levamos em conta as demais premiações obtidas pelos concorrentes.
A partir desse critério, o nome de um deles se projetou com mais 1 (um) troféu de Primeiro Lugar, 02 de Terceiro, um de Melhor Instrumentista e um de Melhor Intérprete.  
Desta forma, anunciamos que o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade MELHOR MELODISTA, vai para o compositor EDILBERTO BÉRGAMO.








 


INTÉRPRETE COM MAIS VITÓRIAS:
Nilton Ferreira
Nesta modalidade, destacamos aquele cantor ou cantora que, através de sua interpretação, conduziu uma ou mais canções ao prêmio máximo do festival.  Apuramos que 19 intérpretes defenderam músicas vencedoras, sendo que 5 (cinco) o fizeram em duas oportunidades.
A exemplo do que já fizemos anteriormente, para desempatar a “peleja” consideramos as demais premiações obtidas pelos indicados.  Somente assim foi possível concluir que o agraciado com o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, na modalidade INTÉRPRETE COM MAIS VITÓRIAS é o cantor e compositor NILTON FERREIRA.  











AUTOR COM MAIS PREMIAÇÕES:
Carlos E. Nunes
Por fim, chegamos a derradeira modalidade, que congrega os compositores de letra ou de melodia, que obtiveram ao longo do ano, o maior número de premiações, considerando-se para isto somente os troféus de Primeiro, Segundo e Terceiro lugares.
Ao todo, 110 (cento e dez) autores apareceram nesta condição, sendo que tão somente 03 (três) deles foram premiados em quatro oportunidades:
Carlos Eduardo Nunes:
41ª Coxilha (3º Lugar),
16ª Penca (1º Lugar),
16ª Penca (2º Lugar),
13º Canto Farroupilha (1º Lugar);

Matheus Costa:
3º Resgate (2º Lugar),
2ª Trincheira (1º Lugar),
4º Resgate (2º Lugar),
4º Resgate (3º lugar);

Otávio Lisboa:                          
29ª Ronda de São Pedro (1º Lugar)                                     
12º ExpoCanto (3º Lugar)    
7º Canto dos Cardeais (3º Lugar)                                         
12º Canto Sem Fronteira (3º Lugar)
 


Os indicadores acima permite-nos conclamar que o agraciado com o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021 na modalidade AUTOR COM MAIS PREMIAÇÕES é o compositor CARLOS EDUARDO NUNES


Categorias MÚSICA DO ANO e POESIA DO ANO:
Como procedemos nas cinco edições anteriores dos Destaques dos Festivais, vamos eleger novamente, dentre as obras vencedoras dos festivais de 2021, a POESIA DO ANO e a MÚSICA DO ANO.  
A definição destas duas modalidades, ficará sob a responsabilidade de uma comissão avaliadora, constituída por 11 (onze) pessoas dotadas de idoneidade, conhecimento e capacidade técnica, que as credenciem para a tarefa de ouvir e analisar todas os 28 trabalhos vencedores e, deste universo, apontarem as melhores de 2021.
A referida comissão, cujos nomes serão revelados numa próxima postagem, tem até o dia 30 de janeiro de 2022 para concluir o trabalho de avaliação.
POESIA DO ANO e a MÚSICA DO ANO serão anunciadas nos primeiros dias de fevereiro de 2022, ou tão logo sejam definidas pelos jurados.  
Aguardem.

Antes de finalizarmos esta postagem, é nosso dever saudar e agradecer a parceria das comissões organizadoras, bem como parabenizar a todos os participantes dos festivais de música e de poesia, de modo especial àqueles que aparecem como agraciados neste nosso humilde, mas importante trabalho de eleger os contemplados com o TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021.
Que as conquistas e o sucesso sejam maiores em 2022.

O resultado do TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, será repercutido no programa Gente Gaúcha, veiculado atualmente na programação de 48 emissoras de rádio de cinco estados brasileiros.


Lembrando mais uma vez que a confraternização de entrega do TROFÉU RONDA DOS FESTIVAIS 2021, acontecerá em data e local a serem definidos e divulgados oportunamente, desde que inexistam restrições impostas pela pandemia.
Será, portanto, um grande acontecimento, cujo comparecimento de todos se torna imprescindível.
 
Utilizamos nesta postagem, imagens de autoria de diversos profissionais da fotografia, alguns conhecidos, outros cujos nomes não nos foi possível descobrir.  A todos eles, o nosso agradecimento pela cedência do material.
 
IMPORTANTE: 
Em caso de utilização e reprodução parcial ou total das informações constantes nesta postagem, por favor, façam o devido crédito ao seu autor, o comunicador e produtor nativista JAIRO REIS. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixa teu comentário, mas por favor, te identifica.
Grato e um baita abraço.